Filipinas

Presidente filipino ameaça matar polícias corruptos

O presidente das Filipinas avisou os polícias corruptos e suspeitos de outros crimes que, se continuarem com a mesma conduta, irá mandar matá-los.

JEON HEON-KYUN/EPA

O presidente filipino Rodrigo Duterte ameaçou matar os polícias corruptos que existem no país numa intervenção feita em direto na televisão na terça-feira, onde não se coibiu de utilizar vários palavrões. De acordo com o The Guardian, mais de 100 polícias — muitos dos quais enfrentam queixas administrativas e criminais por violação, sequestro, roubo e tráfico de droga — foram levados ao palácio presidencial para se encontrarem com Duterte.

Em declarações transmitidas por uma televisão local, Duterte dirigiu-se aos polícias, dizendo: “Se continuarem assim, filhos da mãe [na tradução do The Guardian: “son of the bitch”], eu vou mesmo matar-vos“. O presidente filipino admite dar uma segunda oportunidade em alguns casos, mas deixa outro aviso a esses arrependidos: “Tenho uma unidade especial que vos vai vigiar para o resto da vida e, se vocês cometerem um pequeno erro, pedirei de imediato que vos matem

Depois deste aviso, Duterte fez questão de se dirigir à família dos polícias e dizer que “se esses filhos da mãe morrerem, não venham depois reclamar connosco, gritando por direitos humanos, porque já estão a ser avisados.”

Este tipo de ameaças, bem como a morte de 4500 suspeitos de tráficos de droga mortos pelas brigadas de combate ao narcotráfico de Duterte têm preocupado a comunidade internacional que alerta para o desrespeito por direitos humanos.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)