Depois da Apple, chegou a vez da Amazon. A plataforma de comércio online tornou-se esta terça-feira na segunda empresa norte-americana cotada em Wall Street a superar a marca de 1 bilião de dólares, avançou o The Guardian.

O aumento no preço das ações da Amazon levou a que, por momentos, a empresa tivesse superado o valor de mercado de 1 bilião de dólares (um trilião, em inglês) pela primeira vez na sua história. Ainda antes do meio-dia, o valor das ações baixou o que fez com que  o valor global da empresa esteja, para já, abaixo do recorde atingido.

O que significa isto? Que os títulos da empresa atingiram um máximo de cerca de 2,049,91 dólares por ação, levando a que a capitalização bolsista tenha atingido o bilião de dólares. Mas, foi por momentos. Os títulos, entretanto, estão agora a 2,031.24 dólares por ação, estando a Amazon a valer 993,39 mil milhões de dólares.

A empresa, fundada por Jeff Bezos em 1994, tem conquistado uma grande presença no mercado de áreas como o retalho, tecnologia, videojogos e outros conteúdos de entretenimento. Bezos foi até considerado o homem mais rico da história desde pelo menos 1982, com uma fortuna avaliada em 152 mil milhões de dólares, de acordo com o ranking dos multimilionários da Bloomberg.

Jeff Bezos é o homem mais rico da história recente com fortuna de 152 mil milhões de dólares