Rádio Observador

Setúbal

Herman José e Manuel Marques recebem medalha de Honra de Setúbal

A Câmara Municipal de Setúbal atribuiu a medalha de Honra a personalidades e instituições que se destacaram "de forma particularmente notória e nas mais diversas áreas, em algum momento da história".

ANDRE KOSTERS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O humorista Herman José e o ator Manuel Marques estão entre as muitas personalidades que vão ser distinguidas com a medalha de Honra de Setúbal no próximo sábado, 15 de setembro, dia de Bocage, da cidade e do concelho.

Na cerimónia comemorativa do dia da cidade, que se realiza sábado à tarde no salão nobre dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal de Setúbal atribuiu a medalha de Honra a personalidades e instituições que se destacaram “de forma particularmente notória e nas mais diversas áreas, em algum momento da história local ou continuadamente”.

A entrega de Prémios do XIX Concurso Literário Manuel Maria Barbosa du Bocage, uma parceria da autarquia com a LASA, Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão, também no sábado, é outra iniciativa integrada nas comemorações do dia do Bocage, em que os munícipes setubalenses também podem fazer uma visita guiada aos Paços do Concelho, para conhecerem melhor a história do edifício.

Segundo a autarquia, a iniciativa “Paços do Concelho de Portas Abertas”, que tem início às 15h30 de sábado, inclui visitas ao Salão Nobre e à Sala da Presidência, no primeiro andar, assim como à Sala do Município e à loja Coisas de Setúbal, no piso térreo.

Um espetáculo musical de “Jazz na Rua”, com o Quarteto Edgar Caramelo, às 17 horas, no Largo da Ribeira Velha, um Encontro de Bandas Filarmónicas, às 18 horas, no Coreto da Avenida Luísa Todi, e um Concerto da Ala dos Namorados, banda que celebra 25 anos, a partir das 22 horas, na Praça do Bocage, são outras iniciativas integradas nas comemorações do dia de Bocage.

As comemorações do dia da cidade integram um programa mais vasto de Comemorações Bocageanas, que incluem dezenas de iniciativas culturais e desportivas em todo o concelho de Setúbal e que decorrem durante todo o mês, até dia 27 de setembro.

No que respeita à atribuição das medalhas de Honra da cidade, além de alguns nomes conhecidos a nível nacional, como Herman José e Manuel Marques, na classe cultura, serão também distinguidas personalidades e instituições com menor projeção mediática, mas que a autarquia considera terem tido uma contribuição relevante para o desenvolvimento da cidade e do concelho de Setúbal.

A AMEC – Associação Música, Educação e Cultura e o grupo de voluntários do projeto “Memórias – Museu do Trabalho/Arquivo Américo Ribeiro”, o escultor Virgílio Domingues e o ensaiador de marchas e promotor de diversos projetos culturais no concelho, Oliveiros Sobral do Rosário (Cultura), Mário de Melo Pereira (Associativismo e Sindicalismo), Luís Machado Luciano (Ciência e Tecnologia), Joaquim Oliveira, Carlos Martinho e Núcleo de Árbitros de Futebol da Cidade de Setúbal (Desporto) também estão entre os homenageados.

A primeira mulher enfermeira paraquedista portuguesa, Maria Arminda dos Santos, o Movimento Democrático das Mulheres, o antigo autarca José Manuel Carvalho da Silva e, a título póstumo, Benjamim Carvalho, um dos fundadores do Partido Socialista de Setúbal, sindicalista e autarca, também recebem a medalha de honra da cidade, na classe Paz e Liberdade.

O presidente do conselho de administração da Lisnave, José António Rodrigues (Indústria), o empresário da náutica de recreio João Barbas de Oliveira e a empresa de observação de golfinhos Vertigem Azul (Turismo) são outros nomes distinguidos no próximo dia 15 de setembro, dia do Bocage, da cidade e do concelho de Setúbal.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)