Volkswagen

23.000€. Volkswagen vai arrasar nos eléctricos

2.351

A VW revela cada vez mais detalhes do I.D. Neo, aquele que será o seu Golf eléctrico, com o interior do Passat. Terá mais de 45 kWh de bateria, mais de 300 km de autonomia e custará cerca de 23.000€.

A pouco mais de um ano da apresentação formal da versão definitiva do Volkswagen I.D. Neo, o construtor germânico partilha cada vez mais dados sobre o seu futuro modelo. Ao Observador, admitiu que o futuro I.D. custará 23 mil euros na Alemanha, onde a marca garante que “o I.D. será proposto pelo valor de um Golf diesel”, segundo os responsáveis pela mobilidade eléctrica do fabricante de Wolfsburg com quem o Observador teve oportunidade de conversar.

Contudo, é bem possível que estes veículos eléctricos, à semelhança dos concorrentes, não sejam comercializados nos restantes países pelo valor por que são propostos na Alemanha, apesar dos automóveis eléctricos accionados por bateria não estarem sujeitos a impostos especiais ou extraordinários, além do IVA, cujo valor varia de país para país e que, em Portugal, tem dos valores mais elevados (23%), sendo de apenas 19% na Alemanha.

A boa notícia é que, ao que conseguimos apurar, a Volkswagen está a ser sensibilizada para uniformizar os preços por essa Europa fora, elevando-os artificialmente nos países que têm o IVA mais baixo, para depois compensar nos que o têm relativamente mais elevado, pelo que é natural que surja uma certa harmonização. Isto significa que, em Portugal, o I.D. na versão mais acessível será proposto por mais de 23 mil euros, mas por bastante menos de 30.000€, conforme nos adiantaram fontes conhecedoras do processo. Se tivéssemos que arriscar, apostaríamos num valor entre os 25 e os 28 mil euros.

Além deste preço estar em linha com o valor de um Golf diesel no nosso mercado, é igualmente um preço espectacular face à concorrência, e que vai certamente causar alguma apreensão aos modelos já disponíveis no mercado, que assim vão ser obrigados a rever (por baixo) os seus preços. Isto porque o I.D. Neo, com a sua habitabilidade, potência e capacidade de bateria, não pode custar menos 5.000€ do que o Nissan Leaf (menos potente, com menos bateria, menos autonomia e menos habitável) ou do que o Renault Zoe (mais pequeno, muito menos habitável, menos potente e com menos bateria e menos autonomia), modelos que hoje – devido à falta de concorrência – são propostos por cerca de 33 mil euros na versão mais barata.

Este posicionamento de preço do Renault e do Nissan torna evidente que, após a chegada do I.D. Neo (em 2020) e da versão mais barata do Tesla Model 3 (cerca de 30.000€), a concorrência será obrigada a baixar consideravelmente os preços. E isto fará maravilhas à possibilidade de os condutores nacionais acederem a veículos eléctricos alimentados por bateria, sem terem de vender as jóias da família. Algo que seria inimaginável até a Tesla propor um modelo com 4,7 metros de comprimento, ou seja, um Passat, por pouco menos do que um Leaf ou de um Zoe, e por pouco mais de um Golf.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt
África do sul

África do Sul – Que Futuro?

Jaime Nogueira Pinto

Em vésperas de eleições, a República da África do Sul vive dias instáveis, entre a democracia e a cleptocracia. E radicalização de um ANC em quebra eleitoral pode por em causa os equilíbrios do regime

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
364

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)