Prémios e Galardões

Liga Portuguesa Contra o Cancro recebeu prémio internacional pelo trabalho desenvolvido

705

A Liga Portuguesa Contra o Cancro recebeu no Congresso anual do Cancro, em Kuala Lumpur, Malásia, o prémio World Cancer Day Spirit Award, anunciou a associação esta quarta-feira.

FERNANDO VELUDO / LUSA/LUSA

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) recebeu no Congresso anual do Cancro, em Kuala Lumpur, Malásia, o prémio World Cancer Day Spirit Award, atribuído pela UICC – Union for International Cancer Control, anunciou esta quarta-feira a LPCC.

Portugal integrava o grupo de quatro finalistas para receber o prémio internacional que contou com a participação de mais de 200 países. Além de Portugal os outros três candidatos eram Chipre, Nigéria e Myanmar (antiga Birmânia).

A Liga Portuguesa Contra o Cancro foi vencedora pelo seu trabalho efetuado em termos locais, regionais e nacionais, nomeadamente no âmbito do Dia Mundial do Cancro, que se assinala a 4 de fevereiro, organizado mundialmente pela UICC. A LPCC dinamiza atividades em todo o país em parceria com várias entidades e instituições de diversos setores da sociedade. “O sucesso e impacto alcançado ano após ano justifica o reconhecimento deste prémio”, sublinha a Liga.

Em comunicado, a Liga dá também conta da eleição de uma portuguesa, pela primeira vez, para a direção da UICC, maior organização mundial de luta contra o cancro, tendo sido selecionada entre uma centena de candidatos. “Este reconhecimento europeu e internacional é de extrema importância, nomeadamente pela possibilidade que oferece de enquadrar todo o trabalho desenvolvido numa escala global, potencializando assim a mensagem a transmitir”, acrescenta.

A UICC reúne mais de mil organizações de apoio aos doentes oncológicos, entre ligas, institutos de investigação, centros de tratamento e hospitais, entre outras, de 162 países. As organizações que integram a UICC funcionam como um movimento internacional que visa colocar a luta contra o cancro no topo da agenda global de saúde.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eleições no Brasil

O solipsismo colectivo /premium

Paulo Tunhas

Os missionários de esquerda vivem isolados do mundo numa bolha que generosamente lhes permite uma espécie de solipsismo colectivo. Só eles, como um todo, existem, só eles são dotados de alma.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)