Não é preciso levar as mãos à cabeça. A primeira coisa que tem de saber é simples: cair o cabelo é perfeitamente normal. Porque os fios de cabelo também têm um ciclo de vida – ora estão em crescimento, ora em repouso, ora caem para que novos fios nasçam no seu lugar. Assim, estão continuamente a renovar-se.

Em qualquer momento, cerca de dez a quinze por cento dos nossos fios encontram-se na sua fase de repouso. É por isso que esta renovação capilar nos faz perder entre 50 a 100 fios de cabelo por dia. E acredite, isto não é nada. Uma pessoa adulta tem, em média, 90 mil e 140 mil fios de cabelo. E por cada fio que cai, outro vai nascer nesse mesmo folículo.

Quando é que nos devemos preocupar? Quando a queda se torna mais acentuada do que o normal.

Os diferentes tipos e causas de queda de cabelo

Há vários tipos de queda de cabelo, e nem todos pedem as mesmas preocupações. Há a queda ocasional que pode estar associada apenas a alguns períodos de tempo – é o caso do pós-parto, o stress, a ansiedade e, claro, as mudanças da estação, principalmente no início do outono e no fim do inverno. Mas há também a queda de cabelo hereditária, que resulta do património genética; a queda associada a carências de nutrientes ou fruto de dietas drásticas; e a queda que resulta de medicamentos ou doenças, como os distúrbios da tiroide.

Qual a diferença da queda de cabelo nas mulheres e nos homens?

Nos homens, a causa mais comum para a queda do cabelo é a hereditária – é a alopecia androgenética que começa habitualmente com um recuo da linha do cabelo nas têmporas (as “entradas”, como estamos habituados a dizer), que começa, depois, a estender-se à parte de cima do couro cabeludo.

Já nas mulheres, a queda de cabelo raramente é hereditária e a maioria nota perdas de cabelo após a menopausa. Quase todas as mulheres têm picos ocasionais em situações de stress, após a gravidez, por distúrbios hormonais, da tiroide e durante o chamado período de queda sazonal.

Quando devemos “atacar” a queda do cabelo?

Sempre que ela deixar de ter uma queda dita normal. Ou seja, sempre que não aconteça nos períodos referidos: pós-parto, stress, sazonalidade, distúrbios hormonais… Nas mulheres, a queda de cabelo traduz-se na diminuição do volume e da densidade dos fios. É aqui que se deve procurar tratamentos, como champôs e suplementos que atuem no interior do bolbo capilar e favoreçam a fixação, o fortalecimento e o crescimento do cabelo.

Com champôs…

O champô antiqueda da Pilexil contém extrato de Serenoa Serrulata, que consegue inibir a enzima responsável pela aceleração do ciclo capilar, e ainda Zinco PCA, que atua contra os mecanismos enzimáticos que intervêm na queda do cabelo. Tem ainda uma fórmula que abastece o couro cabeludo de vitaminas e deixa os fios mais fortes e resistentes.

Como identificar uma queda fora do normal:

Mostrar Esconder

· Presença constante de cabelos na almofada;

· Demasiados cabelos caídos no chão da casa de banho, na toalha ou na escova;

· Excesso de oleosidade, caspa ou comichão;

· Algumas falhas no couro cabeludo;

· Sentir menos densidade quando se passa as mãos pelos cabelos;

· Teste caseiro: passe os dedos numa madeixa de cabelo, da raiz às pontas, e puxe. Se ficarem nas suas mãos mais de quinze fios, está com uma queda acentuada.

A Pilexil tem ainda um champô de uso frequente. Formulado com ingredientes ativos suaves e eficazes, cuida do couro cabeludo e do cabelo delicado em casos de tratamento da caspa ou para aqueles cabelos que necessitam de lavagens frequentes.

… e com suplementos

Enquanto os champôs repõem os nutrientes necessários ao couro cabeludo, além de o hidratar, os suplementos são também um complemento importante de todos os tratamentos para a queda de cabelo, pois contêm vitaminas, minerais e proteínas que equilibram o organismo e abastecem-no de nutrientes que possam estar em carência. As cápsulas para o cabelo de Pilexil têm L-Cistina, Ferro, Zinco e nove vitaminas, princípios ativos necessários às situações de queda de cabelo.

A Pilexil é a marca número um em Espanha para a queda do cabelo e está agora em Portugal em exclusivo na Well’s a um preço acessível.

Como evitar a queda do cabelo?

Embora algumas causas sejam mais difíceis de controlar, há gestos que podem ajudar a prevenir ou a diminuir a queda do cabelo, porque vão fortalecê-lo. Eis algumas estratégias:

– Não fumar nem beber álcool em demasia;

– Ter uma alimentação equilibrada;

– Fazer exercício físico regular;

– Dormir bem;

– Beber muita água para estar sempre hidratado;

– Investir em momentos de lazer para diminuir o stress;

– Evitar dormir com o cabelo molhado;

– Evitar penteados muito apertados;

– Evitar usar aparelhos quentes, como ferros de alisar;

– Evitar fazer demasiados tratamentos químicos, como colorações ou alisamentos.

Conheça as soluções antiqueda da Pilexil.