Rádio Observador

Audi

Audi (só) vai produzir 20.000 SUV e-tron em 2019

Depois de muito esforço e investimento, a Audi anunciou que vai apenas fabricar 20.000 unidades por ano do e-tron, um volume reduzido, que obviamente não irá salvar o planeta. Nem os cofres da marca.

Autor
  • Observador

Se esquecermos a Tesla nos EUA e, no resto do mundo, a Renault com o Zoe e a Nissan com o Leaf, não há muitos fabricantes a apostar seriamente nos veículos eléctricos. Essencialmente porque, sem volume de produção, não há preços competitivos e, para fabricar em quantidade, é necessário investir uma fortuna na produção de baterias e outra igual nos veículos.

Vem isto a propósito da confissão do responsável pela logística da Audi, Patrick Danau, que declarou que a marca dos quatro anéis, que já está a fabricar o novo e-tron, o SUV eléctrico da marca germânica, vai “incrementar a produção gradualmente até final do ano, altura em que atingirá a velocidade de cruzeiro, para depois garantir 20.000 unidades em 2019”.

Ora, aí é que está o problema: 20.000 e-tron é o mesmo valor do que a Porsche pretende produzir de Taycan, a sua berlina eléctrica produzida sobre a mesma base. Trtata-se de um número pequeno para (verdadeiramente) fazer mossa nas emissões poluentes que esta classe de veículos emana para a atmosfera, quando monta motores a gasolina e a gasóleo, o que acontece em cerca de 99% das vezes.

Basta ter presente que 20.000 e-tron por ano é bastante menos do que os 50.000 que a Tesla vende de Model X, um SUV ligeiramente maior do que o Audi, mas a marca americana ainda tem de produzir o Model S e o Model 3. Parte da explicação para este acanhado objectivo de produção pode ser encontrado noutras frases de Danau, que afirmou igualmente que “o e-tron está a ser montado próximo de Bruxelas, na Bélgica, mas com motores eléctricos que vêm de outra fábrica da marca, na Turquia, onde são igualmente produzidos o A3, Q3 e TT”.

É certo que a Audi pensa lançar rapidamente um e-tron Sportback, que aumentará o volume de eléctricos produzidos, mas com as novas restrições de CO2 previstas para 2030, vai ter de passar a ter de fabricar muitos mais carros eléctricos. E rapidamente.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)