Donald Trump utilizou o Twitter para informar que teve uma “boa conversa” com o novo presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro, depois de este ter vencido a segunda volta das eleições de domingo contra Fernando Haddad por uma margem de dez pontos percentuais.

“Concordamos que o Brasil e os Estados Unidos vão trabalhar em conjunto no comércio, forças armadas e tudo o resto”, referiu o presidente dos Estados Unidos. E voltou a sublinhar: “Excelente chamada, dei-lhe os parabéns”.

Ainda este domingo, Jair Bolsonaro, candidato do Partido Social Liberal (PSL) de extrema-direita, revelou que já tinha falado com Donald Trump ao telefone. Começou por dar a notícia num direto no Facebook, dizendo que o líder norte-americano lhe “desejou boa sorte” e que “foi um contacto bastante amigável”. De seguida, foi também ao Twitter falar da chamada  e referiu a mesma ideia que Trump abordou. “Manifestamos o desejo de aproximar ainda mais estas duas grandes nações e avançarmos no caminho da liberdade e da prosperidade”, sublinhou Bolsonaro.

Este domingo, Jair Bolsonaro venceu a segunda volta das eleições presidenciais do Brasil com 57.796.972 votos brasileiros (55,13%), contra 47.038.792 (44,87%) de votos atribuídos ao candidato de esquerda do Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad.

Num dos três discursos que proferiu, Bolsonaro sublinhou que pretende “libertar o Brasil e o Itamaraty das relações internacionais de viés ideológico a que foram submetidos nos últimos anos” e que “o Brasil deixará de estar apartado das nações mais desenvolvidas”. O candidato eleito prometeu ainda que vai procurar “relações com países que possam agregar valor económico e tecnológico aos produtos brasileiros”. “Recuperaremos o respeito internacional pelo nosso amado Brasil”, concluiu.