A empresa Hoversurf, sediada na Califórnia, está a dar formação a agentes da policia do Dubai para pilotarem motas voadoras. Esta iniciativa futurista vem juntar-se à lista de projetos ambiciosos que o governo do Dubai quer por em ação — desde um exército de polícias robôs, a bombeiros que pilotam jetpacks, a carros da polícia autónomos, o país árabe quer inovar.

Passado um ano após a apresentação da mota voadora na convenção sobre tecnologia da GITEX, a Hoversurf lançou um novo modelo elétrico, o eVTOL, que consegue descolar e aterrar verticalmente, cuja primeira série irá integrar o esquadrão da polícia do Dubai.

O diretor do departamento de inteligência artificial da polícia do Dubai disse à CNN que os veículos serão utilizados para intervir em locais de acesso dificultado e que quer que estes estejam operacionais até ao ano 2020.

Atualmente temos duas equipas a treinar (para pilotar as motas voadoras) e pretendemos aumentar o número de agentes capazes de pilotar este veículo”, afirmou à CNN.

Segundo Joseph Segura-Conn, diretor da Hoversurf, embora a polícia do Dubai seja a maior compradora destes veículos, qualquer cidadão também os poderá adquirir pelo preço de 150.000 dólares (aproximadamente 133.260 euros). No entanto, o diretor da empresa avança que nos Estados Unidos não será necessária uma licença para pilotar as motas voadoras, embora vão ser feitos testes de verificação das capacidades dos compradores para as conduzir, de forma a prevenir acidentes.