Quem andou no metro de Lisboa esta semana não terá ficado indiferente à quantidade de avarias que se verificaram na linha verde – Cais do Sodré/Telheiras – da parte da manhã. Foram três, em três dias: segunda, terça e quarta-feira. Sempre da parte da manhã. Esta coincidência levou a Polícia Judiciária a investigar a possibilidade de, na origem das avarias, ter estado uma sabotagem nas carruagens.

A informação foi avançada esta sexta-feira pela revista Sábado, que revela ainda que na quinta-feira e sexta-feira foram realizadas buscas às oficinas do metro na Pontinha. Os elementos destacados para esta operação de busca foram inspetores da Unidade Nacional de Contraterrorismo.

A investigação estará ainda numa fase preliminar e ainda não foi possível averiguar se houve alguma participação quer da administração quer dos sindicatos na alegada sabotagem.

Recorde-se que esta semana o metro da capital parou três vezes, sempre por motivos diferentes. Na segunda-feira, depois de os passageiros terem notado um cheiro a queimado, o comboio parou perto da paragem do Intendente. A circulação esteve interrompida cerca de meia hora.

Na terça-feira o corte da linha verde durou quase uma hora, depois de uma avaria ter obrigado à suspensão da circulação na linha verde. Na quarta-feira, uma avaria voltou a atrasar a circulação na mesma linha.