Rádio Observador

Migrações

Pacto Global para a Migração adotado formalmente em Marrocos

429

O documento foi adotado após uma proclamação oral e o tradicional toque de martelo diante dos cerca de 150 países reunidos na conferência intergovernamental que decorre segunda-feira.

FIDEL RASO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O pacto global para uma migração segura, ordenada e regular foi esta segunda-feira adotado formalmente em Marraquexe, Marrocos, após vários meses de consultas e negociações intergovernamentais, mas também do afastamento de vários países do documento.

O documento foi adotado após uma proclamação oral e o tradicional toque de martelo diante dos cerca de 150 países reunidos na conferência intergovernamental que está a decorrer segunda-feira, e até terça-feira, em Marraquexe.

A plateia da conferência composta por chefes de Estado, chefes de governo e altos representantes reagiu à adoção do documento com palmas. Entre os líderes internacionais presentes segunda-feira na cidade marroquina está o primeiro-ministro português, António Costa.

Chefiada pelo primeiro-ministro, a delegação portuguesa presente em Marraquexe integra ainda o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro.

O pacto, fruto de 18 meses de consultas e negociações entre os Estados-membros da ONU, tem como base um conjunto de princípios, como por exemplo a defesa dos direitos humanos, dos diretos das crianças migrantes ou o reconhecimento da soberania nacional.

O texto também enumera 23 objetivos e medidas concretas para ajudar os países a lidarem com as migrações, nomeadamente ao nível das fronteiras, da informação e da integração, e para promover “uma migração segura, regular e ordenada”.

Mesmo não tendo uma natureza vinculativa, o documento dividiu opiniões e suscitou críticas de forças nacionalistas e anti-migração em vários países. Estados Unidos, Israel, Polónia, Áustria e República Checa estão entre os países que rejeitam o pacto global promovido e negociado sob os auspícios das Nações Unidas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)