Família Real Britânica

Os (muito diferentes) postais de Natal de Kate Middleton e Meghan Markle

898

A família real britânica partilhou os postais de Natal deste ano. As fotografias escolhidas pelos duques de Cambridge e de Sussex não podiam ser mais diferentes uma da outra.

© kensingtonroyal/Instagram

A família real britânica partilhou, na manhã de sexta-feira, os postais de Natal de William e Kate Middleton, mas também o de Harry e Meghan Markle, o mais novo elemento da monarquia. Se, à semelhança do que tem acontecido nos outros anos, o postal de William consiste numa fotografia tirada em família, com a mulher e os filhos, o de Harry é particularmente diferente: a fotografia que mostra o casal de costas, virado para o fogo-de-artifício, foi tirada no copo de água no dia do seu casamento, a 19 de maio deste ano.

As fotografias foram partilhadas ao mesmo tempo nas redes sociais da família real britânica. Ambas acumularam milhares de “gostos” em poucos minutos, mas não podiam ser mais diferentes. Num, uma família de cinco — incluindo os três filhos do casal, George, Charlotte e Louis, que nasceu a 23 de abril — sorri descontraidamente para a lente do fotógrafo Matt Porteous, numa imagem cheia de luz, registada nos jardins de Anmer Hall; noutra, um casal recém-casado é fotografado por Chris Allerton de costas, numa fotografia inédita tirada de noite e a preto e branco. Uma traduz um momento em família, outra um momento privado a dois.

Os postais de Natal são já uma tradição de longa data que não é exclusiva à monarquia britânica: os reis de Espanha também o costumam fazer, embora, este ano, ainda não tenha sido publicada qualquer fotografia oficial.

Apesar de serem apenas postais, estes representam as fotografias preferidas dos duques de Cambridge e dos duques de Sussex que são, sem dúvida, bastante diferentes entre si: a título de exemplo, o The Telegraph escreve que os postais mostram “os diferentes estilos de duas famílias em crescimento”.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)