Metro do Porto

Metro do Porto transportou 62,6 milhões de passageiros em 2018

524

De acordo com a Metro do Porto, o aumento do número de clientes na rede "tem sido uma constante deste o início da sua exploração comercial, em 2003".

FERNANDO VELUDO/LUSA

O Metro do Porto transportou, em 2018, 62,6 milhões de passageiros, o que representa um novo máximo histórico e um crescimento de 3,4% face a 2017, anunciou esta quarta-feira a empresa de transporte público.

Em comunicado, a empresa revela que estes resultados colocam a procura global do Metro acima dos 60 milhões pelo 2.º ano consecutivo, colocando o seu “desempenho acima do que foi previsto nos estudos iniciais de procura (que apontavam para uma velocidade de cruzeiro com 60 milhões de utilizadores”.

Desde 2016, acrescenta a Metro do Porto, o sistema conquistou cinco milhões de novos clientes.

Em 2018, e segundo a empresa, “mais de 62 milhões e 647 mil pessoas utilizaram o Metro (…), superando em mais de dois milhões o valor de 2017 (60,6 milhões de utilizadores)”.

Outubro foi o melhor mês, com mais de 6,1 milhões de passageiros, enquanto agosto foi o que registou menor afluência, com 4,3 milhões de clientes, sendo que, “em média anual, a procura em dia útil situou-se perto dos 207 mil”, refere.

No ano passado, e à semelhança dos anos anteriores, as linhas com maior procura foram o tronco comum Senhora da Hora – Estádio do Dragão, que contabilizou mais de 33 milhões de clientes (53% do total), e a Linha Amarela, com quase 19 milhões (30% da procura global).

Já as linhas Azul, Laranja, Verde, Vermelha e Violeta “têm cotas que oscilam entre os 5% e os 2% do total”.

Quanto à Linha Vermelha, que liga o Porto à Póvoa de Varzim e que conta, desde julho de 2017, com a Estação VC Fashion Outlet – Modivas, cresceu mais de 8%, sendo que aquela estação, a mais recente na rede, “movimentou ao longo do ano passado mais de 400 mil clientes”.

Pelo contrário, a linha com um crescimento menos expressivo foi a Laranja (Senhora da Hora-Fânzeres, Gondomar), com uma variação de 1,5%.

A Estação da Trindade, a única servida por todas as linhas, é aquela que “sistematicamente” acolhe o “maior número de clientes, cerca de 12 milhões/ano”.

De acordo com a Metro do Porto, o aumento do número de clientes na rede “tem sido uma constante deste o início da sua exploração comercial, em 2003. À exceção de 2012, todos os exercícios registaram ganhos de procura face aos anteriores, numa tendência de conquista de mercado que se acentuou nos últimos três anos”.

“No conjunto de 2016, 2017 e 2018”, sublinha a empresa, “o Metro cresceu quase cinco milhões de clientes, passando de 57,7 milhões para os mais recentes 62,6 milhões”.

A Metro do Porto tem atualmente em curso dois projetos de expansão da rede, que passam pela construção, entre 2020 e 2023, da nova Linha Rosa, que vai ligar a Casa da Música a S. Bento, e pelo prolongamento da Linha Amarela, até Vila D’Este (Gaia).

“Ao todo, trata-se de disponibilizar mais seis quilómetros e sete novas estações, a partir do reforço da frota de material circulante com 18 novas composições”, lê-se no comunicado.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)