Na sequência da troca de comentários com o diretor de comunicação portista, Francisco J. Marques em que se viu envolvido, o jogador do Manchester City Bernardo Silva publicou um esclarecimento nas redes sociais onde garante que “nenhum” dos seus comentários “desrespeitou ou falou mal” do FC Porto.

Nenhum dos meus comentários desrespeitou ou falou mal do FC Porto (ou qualquer outro clube), nem sequer lá perto estive, e para isso bastará reler o que escrevi”, lê-se na publicação de Bernardo Silva.

No tweet, o antigo jogador do Benfica começa por justificar a publicação dizendo que acredita que foi “mal interpretado” quando questionou a anulação do golo de Pizzi, no clássico Benfica-Porto. Assumindo-se como benfiquista — “não nego e não tenho problema em assumir” –, Bernardo Silva garante que tem “um profundo respeito por todos os clubes portugueses, independentemente de serem rivais diretos” do Benfica.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O jogador do Manchester City concluiu o esclarecimento apelando ao “desportivismo” e “humor saudável”.”Desportivismo e humor saudável fazem parte de mim e do meu quotidiano. Tão simples quanto isto”, escreveu ainda.

A polémica começou depois de o golo de Pizzi no clássico ter sido anulado e Bernardo Silva ter reagido no Twitter: “Sou eu que estou a precisar de óculos ou… ???”. Em reação, o diretor de comunicação do FC Porto, respondeu-lhe de forma irónica recomendando-lhe óculos e lembrando o golo anulado a Aboubakar na última época. Seguiu-se então uma troca de comentários que Bernardo Silva esclarece agora.

Francisco J. Marques respondeu a Bernardo Silva e a guerra das dioptrias já vai nos títulos e nos emails