Os jogadores cabo-verdianos sub-20 de futebol Luís Fernandes (Júnior) e Euclides Andrade (Clé), que não regressaram a Cabo Verde depois do jogo em Portugal, no dia 31 de janeiro, voltaram ao país na terça-feira, dia 5 de fevereiro. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela agência de notícias cabo-verdiana Inforpress.

No dia 31 de janeiro, os dois jogadores fizeram o ‘check in’ no aeroporto de Lisboa, mas não chegaram a embarcar no voo com a restante equipa de futebol. A Federação Cabo-Verdiana de Futebol (FCF) avisou as autoridades competentes em Cabo Verde e em Portugal. O objetivo da FCF  era o de fazer com que os dois atletas regressassem ainda esta semana, para que a atitude que tomaram “não prejudique os futuros convocados residentes, com problemas de obtenção de vistos”.

Futebolistas cabo-verdianos não regressaram a Cabo Verde após jogo em Portugal

Os dois jovens futebolistas, Júnior e Clé, já justificaram a sua atitude. Segundo a Inforpress, ambos afirmam que foram influenciados por empresários para prosseguirem a carreira futebolística em Portugal. No entanto, após o comunicado da FCF, ambos acabaram por rejeitar a proposta.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Clé, do Boavista Futebol Clube da Praia, lidera a lista dos marcadores do campeonato regional de Santiago Sul, com 11 golos. por seu lado, Júnior tem sido um dos destaques da formação “militar” do Desportivo da Praia.

Os dois futebolistas fazem parte da lista dos jovens atletas que integraram as seleções de sub-19 e sub-20 cabo-verdianas que, na semana passada, disputaram três jogos com os combinados portugueses do mesmo escalão.