Câmara Municipal Lisboa

Sofia Vala Rocha critica goleada do Benfica

2.087

Sofia Vala Rocha reagiu à goleada do Benfica por 10-0 ao Nacional, defendendo que "não se deve humilhar nem espezinhar" o adversário.

Fonte: Twitter de Sofia Vala Rocha

Sofia Vala Rocha, que integrou a lista do PSD à Câmara de Lisboa, comentou a goleada do Benfica ao Nacional da Madeira por 10-0 e criticou o treinador dos encarnados, Bruno Lage, por não ter substituído a equipa aos 5-0.

Sofia Vala Rocha é assumidamente benfiquista, mas não gostou de ver o seu clube “espezinhar” a equipa madeirense e manifestou-o na rede social Twitter. Segundo a social-democrata, Bruno Lage deveria ter dado indicações à equipa para tirar o “pé do acelerador”, pondo em causa o fair play da equipa.

Os seguidores não gostaram do comentário de Sofia Vala Rocha e apressaram-se a reagir. Para os adeptos, a maior prova de fair play é dar o máximo em campo e não desvalorizar o adversário. “Respeitar o adversário é dar tudo o que a equipa tem. Desporto é isto. Dar tudo, mas respeitar no final. Baixar os braços seria dar uma de pena. Hoje foi para o lado do SLB; num próximo pode ir para outro”, escreveu um dos seguidores.

Face às várias reações ao resultado final, o Benfica voltou a deixar uma palavra de conforto para o Nacional, após o treinador do Benfica e o médio Pizzi o terem feito na zona de entrevistas rápidas, desta vez no site News Benfica. O clube sublinhou que “fair play e respeito pelo adversário são valores que nunca devem faltar” e consideraram “lamentável” que se “utilize o resultado de ontem [domingo, 10] e o desempenho dos profissionais do Nacional para se tentar introduzir a questão da falta de competitividade no futebol português”. E rematou: “O futebol português tem problemas, sim, mas são outros”.

Artigo atualizado às 16h40 para corrigir a designação inicial de Sofia Vala Rocha como vereadora do PSD.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Caixa Geral de Depósitos

Caixa para que te quero

Inês Domingos

Centeno quis a toda a força financiar a Caixa para lá do que seria aparentemente preciso, mas disse no Parlamento que não tem interesse no resultado da auditoria que revelou os desmandos socialistas. 

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
248

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)