O grupo bancário suíço UBS foi condenado esta quarta-feira por um tribunal de Paris a uma multa de 3,7 mil milhões de euros, a mais pesada aplicada pela justiça francesa num caso de evasão fiscal.

O banco, que já anunciou que vai recorrer da decisão, foi julgado por “comportamento bancário ilegal” e “branqueamento agravado de fraude fiscal”.

A filial francesa do grupo suíço (UBS França) foi condenada por cumplicidade a uma multa de 15 milhões de euros.

O tribunal de Paris seguiu os requisitos do Ministério Público e condenou uma falha de “excecional gravidade”, obrigando ainda o banco, a sua filial francesa e três antigos quadros a pagarem 800 mil euros em indemnização ao Estado, na parte civil.