A China, que já é a segunda casa da Tesla ao acolher a sua terceira grande fábrica de veículos – a Gigafactory 3, depois das duas na Califórnia e a primeira fora dos EUA –, tem um conhecimento bastante pormenorizado dos planos do construtor, especialmente no que respeita ao Model Y, o SUV que a Tesla vai fabricar com base na plataforma do Model 3. A construção da nova fábrica nos arredores de Xangai, que arrancou a 7 de Janeiro e que deverá estar concluída na 2ª metade de 2019, é a primeira instalação do género que é propriedade exclusiva de um construtor estrangeiro, uma vez que a China sempre obrigou, até aqui, a parcerias com empresas locais.

Quando entrar em produção, na segunda metade de 2020, a Gigafactory 3 produzirá células e packs de baterias, com fornecedores locais e não com a Panasonic, como até aqui, mas também veículos. De início, espera-se que atinja 250.000 unidades por ano, de Model 3 e Model Y, uma vez que ambos partilham a plataforma, mecânicas e baterias.

Afirmam os meios de comunicação chineses que a marca americana se preparada para revelar o Model Y já no salão automóvel de Xangai, que vai realizar-se a partir de 16 de Abril. E se pode parecer estranho que o veículo seja mostrado a cerca de um ano do início da produção, é bom recordar que já o Model 3 foi inicialmente revelado em 2016, para a fabricação começar apenas em Julho de 2017 e com os problemas que conhecemos. Mas como a plataforma e mecânica são similares, e a Tesla entretanto já terá adquirido a experiência que lhe faltava, não são de esperar novos atrasos. Musk nunca se comprometeu com uma data específica para revelar o Model Y, mas há tweets seus em que o CEO da Tesla, em tom jocoso, se refere 15 de Março como data provável.

7 fotos

O Model Y que, como SUV que é, deverá suscitar ainda mais interesse do que a berlina Model 3, abrirá de imediato o período de reservas, eventualmente tentando ultrapassar o volume de encomendas que o 3 conseguiu reunir ainda antes de produzir a primeira unidade, que na altura se estimou em cerca de 455.000 veículos. O Model Y será produzido na China, para alimentar o mercado asiático, mas será igualmente construído no Nevada, nos EUA, para o mercado americano e europeu.

Nos EUA, onde o modelo será maioritariamente produzido, espera-se que o Model Y seja proposto a partir de 40.000 dólares, ou seja, mais 5.000 do que o solicitado pelo Model 3 mais barato, aquele que ainda não está em produção. Como é necessariamente mais volumoso e pesado, logo menos aerodinâmico, o futuro Y deverá montar vários packs de baterias, mas não a versão Standard do Model 3, com 50 kWh de capacidade, limitando-se assim às versões Mid Range (62 kWh) e Long Range (75 kWh).