A Secretaria Regional do Equipamento e Infraestruturas da Madeira anunciou esta segunda-feira que recebeu oito candidaturas na primeira fase do concurso público internacional para a construção do Hospital Central da Madeira, um investimento estimado em 350 milhões de euros.

A primeira fase do concurso terminou às 17:00 desta segunda-feira, mas a tutela adiantou que só na terça-feira terá acesso às candidaturas e aos consórcios que foram carregados na Acingov (plataforma eletrónica de compras públicas).

A secretaria realçou, em comunicado, que esta é a primeira fase do concurso: “resume-se à entrega das candidaturas, com toda a documentação económica e financeira, bem como a parte curricular das empresas concorrentes”.

A informação será analisada por um júri composto por sete elementos.

Após esta análise, os qualificados serão convidados a apresentar uma proposta de preço para a empreitada efetiva.

A tutela espera ter concluída dentro de um mês e meio a qualificação dos candidatos.

O novo Hospital Central da Madeira, há muito reivindicado pela região, é um Projeto de Interesse Comum e será comparticipado pelo Estado e pela região, em percentagens de 50% cada.