O Instituto Butantan, no estado brasileiro de São Paulo, vai doar um milhão de vacinas contra a gripe e 1.700 frascos de soro contra picadas de serpentes e aranhas à população brasileira e venezuelana, De acordo com o governador de São Paulo, João Doria, o objetivo “é ajudar a população da Venezuela no momento em que o país enfrenta uma grave crise política e humanitária”.

“Em abril, faremos a doação de um milhão de doses da vacina contra a gripe para proteger a população na região da fronteira. Essas vacinas são destinadas tanto a comunidade brasileira como à venezuelana”, disse Doria à imprensa.

O material será entregue ao Governo brasileiro, que ficará responsável pelo seu envio para o país vizinho.

O Instituto Butantan é uma instituição pública estadual, ligada à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo desde a sua fundação.

O Presidente de facto venezuelano, Nicolás Maduro, ordenou o encerramento, na quinta-feira, da fronteira do país com o Brasil.

O autoproclamado Presidente interino venezuelano, Juan Guaidó, apelou à comunidade internacional para que mantenha “abertas todas as opções para conseguir a libertação da pátria”, o que está a ser entendido como um pedido de intervenção externa.

As autoridades venezuelanas têm impedido a entrada no país de ajuda humanitária, nomeadamente através das fronteiras da Colômbia e do Brasil, onde se têm registado confrontos, que já provocaram pelo menos quatro mortos.