Cinco barras marítimas estão esta segunda-feira fechadas a toda a navegação e outras quatro estão condicionadas devido à previsão de ondulação forte, segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

As barras de Caminha, Esposende, Vila Praia de Âncora, São Martinho do Porto e Ericeira são as barras que estão fechadas a toda a navegação devido à agitação marítima.

a AMN, a barra de Vila do Conde está condicionada devido “a acentuado assoreamento verificado na zona entre molhes, por isso, as embarcações devem praticar a barra apenas no período compreendido entre as duas horas antes e até duas horas depois da preia-mar”.

Também a barra da Póvoa do Varzim está esta segunda-feira condicionada a embarcações de calado superior a dois metros. A barra deve ser praticada apenas no período compreendido entre duas horas antes e até duas horas após a preia-mar.

A barra de Aveiro está condicionada a embarcações de comprimento fora a fora devido à previsão de ondulação forte

A AMN destaca também que a barra de Lagos está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros, podendo ser praticada “com uma profundidade de água superior a meia maré”.

Sete distritos sob aviso amarelo. Por causa da agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso amarelo os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa.

O aviso amarelo vai estar em vigor entre as 21h00 desta segunda-feira e as 18h00 de terça-feira.

Segundo o IPMA, do Porto a Viana do Castelo são esperadas ondas entre os dois e os 3,5 metros, e nos restantes distritos, na costa marítima, a previsão é de ondas entre 1,5 e 2,5 metros.

Em todos os distritos abrangidos por aquele aviso são esperados ainda aguaceiros fortes.