Rádio Observador

Farfetch

Farfetch vai construir o maior centro de inovação tecnológica e operações em Matosinhos

1.976

O terreno em Matosinhos onde o Campus vai ser construído custou 15 milhões de euros. Vai ter zonas de escritório, áreas de operações, estúdios de produção digital e vários equipamentos.

O terreno situa-se em Matosinhos, a alguns minutos do aeroporto Francisco Sá Carneiro

Farfetch

Com um investimento de 15 milhões de euros, a Farfetch, plataforma líder no comércio online de moda de luxo, anunciou esta terça-feira a aquisição de um terreno de 70 mil metros quadrados em Matosinhos para acolher o maior centro de inovação tecnológica e de operações da empresa portuguesa. No total, a zona norte do país já conta com 2.000 trabalhadores.

Em comunicado, a startup refere que agora que o terreno foi escolhido, o próximo passo é desenvolver o projeto, que vai incluir zonas de escritório, espaços para áreas de operações, estúdios de produção digital e vários equipamentos “que pretendam fazer deste Campus um espaço com características únicas a nível nacional”. O espaço vai estar localizado a alguns minutos do Aeroporto Francisco Sá Carneiro e vai ter vários acessos até ao centro do Porto, de forma a que se torne “um polo de elevado interesse e atração na região”.

Estamos muito entusiasmados por podermos anunciar este projeto que representa um investimento muito importante da Farfetch, no desenvolvimento do negócio mas sobretudo nas nossas pessoas. A visão que temos para este Campus estará assente nos pilares de inovação e bem-estar”, referiu Luís Teixeira, diretor-geral da Farfetch em Portugal, citado em comunicado.

Luís Teixeira acrescentou ainda a importância que este investimento representa particularmente para a região do norte, como um reflexo do “compromisso para o desenvolvimento nacional de talento, tecnologia e inovação”. Já Cipriano Sousa, responsável global pela tecnologia da startup, refere que “este vai ser um parque de ciência e desenvolvimento tecnológico de larga escala em várias áreas“, incluindo a engenharia informática, a cibersegurança, as infraestruturas e os dados científicos.

A primeira fase do projeto, que já arrancou, passa pela definição da arquitetura do edifício e da escolha do arquiteto responsável pela obra. Luísa Salgueiro, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, acredita que “a aposta da Farfetch na inovação, na criatividade e na excelência faz com que esta empresa se tenha transformado também num símbolo de Matosinhos e numa inspiração para todos aqueles que trabalham para que este concelho se afirme nacional e internacionalmente”.

Fundada em 2007 por José Neves e com sede em Londres, a Farfetch é a plataforma tecnológica líder global para a indústria da moda de luxo e, pelas contas da própria, está disponível em 190 países e vende produtos de mais de mil marcas de luxo. A empresa entrou em bolsa em setembro de 2018 e chegou a valer mais de 8 mil milhões de euros. A capitalização bolsista atual da Farfetch é aproximadamente de 7,5 mil milhões de euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cpeixoto@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)