O presidente do Banco Mundial, David Malpass, vai efetuar, a partir de segunda-feira, uma visita de trabalho a Moçambique, divulgou a instituição em comunicado distribuído esta sexta-feira à imprensa.

Na visita, a primeira desde que David Malpass assumiu a liderança do Banco Mundial, em 9 de abril, o presidente do Banco Mundial vai à cidade da Beira, um dos locais mais afetados pelo ciclone Idai, que devastou províncias do centro de Moçambique em 14 de março, causando 603 mortes e afetando mais 1,6 milhões de pessoas, refere o documento.

O presidente do Banco Mundial vai também manter encontros com dirigentes moçambicanos, além de visitar projetos financiados pela instituição em Moçambique.

“Escolhi o continente africano para minha primeira visita oficial como presidente do Grupo do Banco Mundial, reconhecendo os difíceis desafios para os líderes na promoção do crescimento económico, segurança e boa governança”, refere David Malpass, citado no comunicado.

Além de Moçambique, David Malpass vai visitar Madagáscar e a Etiópia, no âmbito dos planos do Banco Mundial para o “apoio aos países mais pobres do mundo por meio da Associação Internacional de Desenvolvimento”.

“Estou ansioso para ouvir de líderes do Governo, representantes do setor privado – e diretamente do povo da Etiópia, Madagáscar e Moçambique – sobre como o Banco Mundial pode ajudar ainda mais a enfrentar esses desafios”, concluiu.