Quando se pede aos portugueses para dizer o nome de um eurodeputado português, 69% não conseguem fazê-lo: 54% admitem mesmo que não sabem, 14% dizem um nome incorreto e os restantes 1% recusam responder. São eles os resultados da sondagem Expresso/SIC, feita pelo ISCTE/ICS (disponível na versão epaper do jornal Expresso). Outras duas sondagens, para os jornais i, Negócios/Correio da Manhã, dão a vitória do PS.

São os jovens portugueses até aos 24 anos que menos acertaram — só 47% dos inquiridos nesta faixa etária é que conseguiu identificar um eurodeputado. As maiores dificuldades sentiram-se também junto dos portugueses com menor grau de instrução e aqueles que não se identificam com nenhum partido político Os que mais deram respostas certas (68%) foram simpatizantes do PSD.

Dos 31% da população inquirida e que que conseguiu apontar o nome de um eurodeputado, o nome mais ouvido foi o de Paulo Rangel, candidato pelo PSD, com 13% a identificá-lo. A eurodeputada socialista Ana Gomes foi apontada por 8% dos inquiridos. Segue-se o candidato pelo CDS, Nuno Melo (4%) e a cabeça de lista do Bloco de Esquerda, Marisa Matias (3%).

PS sairia vencedor se eleições fossem hoje

O PS continua a ter a maior percentagem de intenção de voto sobre todos os outros partidos. Um estudo da Eurosondagem-Associação Mutualista Montepio, publicado esta sexta-feira no jornal i (versão em papel) revela que 35,5% dos portugueses pretende votar no candidato do PS, Pedro Marques, no próximo domingo.

Paulo Rangel, do PSD, surge em segundo (25,5,%), João Ferreira, da CDU, em terceiro (7,6%) e Nuno Melo, do CDS, em quarto (7%). Marisa Matias, cabeça de lista pelo Bloco de Esquerda, tem 6,9% das intenções de voto. Paulo Sande, do partido Aliança, e Fernando Guerreiro, do PAN, partilham as mesma percentagens de intenção de voto: 2,5%.

Já na sondagem da Aximage para o Correio da Manhã e o Jornal de Negócios (edições em papel), é o Bloco de Esquerda que surge em terceiro lugar, com 11,4% das intenções de voto. PS (32,5%) e PSD (25,4%) mantém as mesmas posições e percentagens idênticas à da sondagem da Associação Mutualista Montepio. Aqui, já o CDS surge em último, com 6,8%, logo a seguir à CDU, com 9,3%. Também o Aliança e o PAN partilham as mesmas percentagens de intenção de voto: 2,5%. A confirmar-se o resultado da Aximage, o PS consegue eleger entre oito e nove eurodeputados, o PSD elege entre seis e sete.