A Jaguar Land Rover (JLR) e o Grupo BMW chegaram a acordo para o desenvolvimento conjunto de novos sistemas de propulsão eléctrica, com benefícios para os dois lados. Este entendimento “vai permitir que ambas as empresas aproveitem as vantagens em partilhar investigação e desenvolvimento, bem como a planificação de produtos e aperfeiçoamento dos níveis de economia a grande escala, através do abastecimento conjunto em toda a linha de fornecimento”, precisa a nota enviada à imprensa. Ou, escrito de outra forma, assim os dois grupos automóveis baixam consideravelmente o investimento que teriam de suportar no desenvolvimento isolado de novas tecnologias.

A transição para veículos autónomos, conectados, eléctricos e partilhados supõe a maior alteração tecnológica no sector automóvel. O ritmo de introdução de novas tecnologias e o interesse demonstrado pelos clientes nos veículos electrificados está a atingir o seu ponto máximo, razão pela qual é crucial trabalhar com outros agentes do sector para desenvolver as tecnologias que conduzam a esse futuro emocionante”, defende o director técnico da JLR, Nick Rogers.

O acordo estipula que uma equipa de especialistas dos dois grupos irá projectar as futuras unidades de propulsão eléctrica, sendo posteriormente desenvolvidos os sistemas que vão permitir a cada uma das marcas configurar as características que melhor se enquadram nos modelos das respectivas gamas. A produção também se fará em separado, mas usufruindo da economia de escala.