Luís Montenegro vai para França estudar num programa de gestão avançada para executivos promovido pelo Instituto Europeu para Administração de Empresas, em Fontainebleau, conta o semanário Expresso.

Em declarações ao jornal, Luís Montenegro diz que vai participar no curso de liderança “com o objetivo firme” de se “qualificar mais para o futuro, em todas as suas dimensões”.

Esta pode ser uma estratégia de preparação para voltar a enfrentar Rui Rio nas eleições para a direção do Partido Social Democrata (PSD), de que já foi líder parlamentar. Conforme apurou o Expresso, Luís Montenegro optou pela discrição desde que convocou um Conselho Nacional Extraordinário para apreciar uma moção de confiança — um desafio que foi negado por Rui Rio: “Nunca participei nem participaria em golpes palacianos. Nunca participaria em tentativas de enfraquecimento de uma liderança legítima”, respondeu.

Segundo o jornal, apesar de a tentativa para tirar Rui Rio da liderança do PSD ter falhado, Luís Montenegro não tenciona desistir. Uma fonte do jornal disse que o antigo líder parlamentar social-democrata “está preocupado com o futuro” e que, por ser “mais frio e racional do que parece”, “já tem tudo pensado” no que toca aos passos que vai tomar para derrotar Rui Rio.

As fontes consultadas pelo Expresso sugerem que Montenegro manteve em segredo o plano de estudar liderança em França no “Advanced Management Programme” já a partir do próximo mês. Mas uma delas sublinha que isso mesmo é “a demonstração de que ele se afastou propositadamente do espaço público para se preparar para líder do PSD e primeiro-ministro”.