Rádio Observador

Dicas Auto

Nove dicas para lhe facilitar a vida… nas férias

As férias estão à porta. Seja o destino a praia ou o campo, aqui estão nove dicas destinadas a tornarem-lhe a vida mais fácil, evitando problemas e calafrios. Tudo para um Verão sem sobressaltos.

Autor
  • Observador

Verão é tempo de descanso, mas um descanso relativo. As férias convidam a viajar e, seja o destino o campo ou a praia, a verdade é que passamos mais tempo dentro do carro do que gostaríamos. Para evitar aborrecimentos e custos elevados, a Seat preparou um conjunto de dicas que visam tornar a vida mais fácil aos automobilistas e respectivas famílias.

O primeiro conselho vai para o uso de chinelos de enfiar no dedo e fato de banho quando se conduz. Se bem que possa parecer prático, especialmente para quem tenha saído da praia e se dirija a casa, para um duche a caminho do jantar, a verdade é que os chinelos limitam a sensibilidade sobre os pedais e têm tendência para, por vezes, ficar presos entre os pedais em caso de emergência.

De caminho, os técnicos de Martorell avisam ainda que conduzir em fato de banho, ou seja, em tronco nu, não é a melhor opção, apesar de, de acordo com a Fundação Europeia do Automóvel, ser habitual em 25% dos condutores. Em caso de acidente ou travagem súbita, os pré-tensores do cinto de segurança podem provocar queimaduras graves pela fricção do cinto na pele.

O terceiro aviso tem a ver com o melhor aproveitamento do ar condicionado, evitando assim despesas adicionais. O Centro Técnico da Seat aconselha que, em vez de esperar que o ar condicionado arrefeça um habitáculo que esteve horas ao sol, se circule o primeiro minuto com os vidros abertos, antes de pressionar o botão do AC.

Como as férias são também tempo de convívio, a quarta dica incide na tendência de “enfiar” mais pessoas dentro do carro do que as legalmente é possível transportar. Além da ilegalidade, e das multas que daí advêm, significa que há quem não beneficie da protecção dos cintos de segurança, colocando a sua vida em risco, bem como a dos restantes, pois em caso de embate frontal, um corpo de um passageiro que viaje atrás pode facilmente esmagar quem está sentado no banco da frente e com cinto.

Se ao motor do carro não deve faltar combustível, o mesmo deverá acontecer com o “motor” de quem vai ao volante. O quinto conselho recorda que devemos comer e, sobretudo, beber, durante as viagens. Um estudo da Universidade de Loughborough, em Inglaterra, concluiu que um condutor desidratado é tão dado a erros e distracções como se estivesse bêbado, com oito copos de vinho no estômago.

A sexta dica prende-se com a forma como está sentado ao volante. Uma má postura, por vezes, dá origem a um maior tempo de reacção e mais danos físicos, em caso de algo correr mal. Conduzir com o braço de fora, para refrescar, limita o controlo sobre o veículo em caso de toque ou despiste. E o passageiro, que por vezes tem tendência para colocar os pés em cima do tablier, vai concluir rapidamente que não é uma postura a repetir. Em caso de acidente, o airbag “abre” com tal violência que atira as pernas pelo ar, contra o tejadilho, provocando potencialmente mais danos do que o acidente em si.

A praia aconselha a levar apenas toalha, bronzeador e pouco mais. Mas a Seat sugere que faça um esforço e se faça acompanhar da carta de condução e de um documento de identificação. Não só é obrigatório, como há multas previstas para os mais esquecidos. Isto além de ser garantido que vai chegar à praia mais tarde do que esperava.

A oitava dica aconselha a ter calma no momento de estacionar. Se vai estar horas a alternar entre o sol e uns mergulhos, bem que pode estacionar como mandam as regras, mesmo que isso signifique andar um pouco mais a pé. O risco de rebocarem o carro desce, tal como desce a probabilidade de lhe riscarem a pintura. E se o seu carro estiver equipado com ajudas ao estacionamento, como o Park Assist, ainda pode divertir-se a mostrar aos amigos (ou à família) como se fazem a manobras “sem mãos”.

Para terminar, o derradeiro conselho: Verão é sinónimo de diversão, pelo que vá aonde quiser, mas faça-se acompanhar da melhor música. E em caso de dúvidas, como os Seat são os primeiros modelos a estarem equipados de série com Shazam, pode sempre identificar rapidamente se ouvir na rádio algo que desconhece. E nunca se distraia com quem ocupa o banco do lado, pois é lá à frente que se passa tudo e, no trânsito, todo o cuidado é pouco.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)