Rádio Observador

Lifestyle

5 soluções para sobreviver ao calor deste verão

262

Há várias estratégias que pode adotar para não desesperar com as temperaturas mais altas do verão. Sugerimos-lhe cinco. E para as colocar em prática, basta ter o equipamento certo. A Worten ajuda.

Todos adoramos o verão — ok, talvez não todos, mas a maior parte — e passamos os restantes nove meses do ano a ansiar pela sua chegada. Sol, dias mais quentes e maiores que nos dão a oportunidade de aproveitá-los ao máximo, churrascadas com os amigos, idas à praia, férias. Ainda assim, temos de admitir: nem tudo o que esta estação nos traz é perfeito. Referimo-nos a problemas como a água que levámos para a praia e que ficou “choca”; às noites em branco marcadas pelas voltas na cama, numa tentativa desesperada de encontrar o último pedaço de lençol que ainda não esteja quente; ou até às longas filas de trânsito (já para não falar da falta de estacionamento) quando decide arriscar e ir até à praia. Mas não desespere: para todas estas situações, há uma solução (que é, até, bastante simples) e que pode ser encontrada à distância de um clique… no site da Worten.

1. Tenha bebidas frescas sempre à mão

Imagine este cenário: acorda de manhã, está um dia espetacular — céu azul, sol, nem uma ponta de vento — e pensa “vou passar o dia na praia!”. Prepara a toalha, o chapéu, vai buscar a geleira onde coloca umas garrafas de água que tinha na despensa, umas peças de fruta e umas sandes. Depois, vai ao congelador buscar as cuvetes de gelo para colocar na geleira e é aí que se apercebe que…nunca as chegou a colocar no frio. Conclusão: não tem como manter os seus alimentos fresquinhos. Felizmente, existe uma forma de evitar que a sua água se transforme num chá quente e que os lanches que preparou para levar para a praia acabem estragados. Com uma geleira elétrica pode mantê-los a frescos em qualquer sítio e sobreviver ao calor do verão!

2. Dê um mergulho sem enfrentar filas de trânsito

Por vezes, ir para a praia é sinónimo de filas de trânsito, e encontrar um espaço minúsculo no areal para estender a toalha pode ser uma autêntica dor de cabeça. Ficar em casa é tentador, mas tem de significar que vai ter de abdicar de um belo mergulho? Não. Basta ter uma piscina insuflável no seu jardim. As vantagens são várias: não tem de abandonar o conforto do seu lar, tem o espaço que quiser para a tolha ou até para uma espreguiçadeira onde pode ler um livro, mexer no telemóvel ou, quem sabe, fazer uma sesta à-vontade. E, convenhamos, os seus amigos também vão adorar. Não há festa na piscina que não seja um sucesso!

3. Divirta-se com os seus filhos nas ondas

Entreter os filhos, principalmente os mais pequenos, durante as férias pode ser um grande problema para os pais. Mas, por vezes, as estratégias mais simples e, digamos, old school podem ser as mais eficazes. Referimo-nos às clássicas… boias — ainda que agora sejam bem mais giras. Quem é que não se lembra de ir até à praia, subir para cima da boia e enfrentar as ondas do mar? Apesar dos prováveis pirulitos, é diversão garantida para uma tarde de praia em família.

4. Invista numa ventoinha e durma bem

Sabe aquela sensação de se deitar nos lençóis fresquinhos numa noite super quente? É boa, mas dura pouco tempo, e quando dá por si, está a percorrer cada centímetro quadrado da cama para se refrescar, e a virar a almofada para o “lado fresco”. O resultado acaba por ser uma noite mal dormida e um dia seguinte marcado pelo cansaço. A não ser que tenha uma ventoinha, claro. Um pouco antes de ir deitar, ligue-a no seu quarto e até se vai esquecer de que lá fora estão 30 graus (ou mais…).

5. Faça os seus próprios gelados

Quando se fala em verão, fala-se em…gelados! Estes são, por excelência, o alimento desta estação. E não é para menos. Nos dias em que o calor aperta, um gelado pode ser a solução para baixar um pouco a temperatura corporal. Infelizmente, muitos daqueles que encontramos à venda são ricos em açúcares e outros ingredientes que não são assim tão amigos da nossa saúde (e linha). Optar por fazer os seus em casa permite-lhe controlar todos os ingredientes que lhes adiciona. Para os preparar, só precisa de ter a sua própria máquina de gelados. Este pequeno eletrodoméstico pode também ser útil em horas de aperto: se tem convidados para jantar, mas esqueceu-se completamente da sobremesa, basta escolher alguns ingredientes e colocar o gelado a fazer. O tempo que demoram a jantar é o suficiente para terem uma sobremesa fresquinha. Literalmente.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)