A novela parecia perto do fim mas pode ainda mal ter começado. Depois de na passada terça-feira terem surgido as primeiras notícias de que Danilo Pereira e Sérgio Conceição se tinham desentendido durante o estágio do FC Porto no Algarve, numa discussão que terminou com a dispensa do internacional português dos trabalhos dos dragões, o clube começou por negar a história. Francisco J. Marques recusou no Twitter a veracidade dos relatos que davam conta de palavras mais duras trocadas entre capitão e treinador — esta quinta-feira, à noite, no Porto Canal, o mesmo Francisco J. Marques confirmou o episódio.

Sérgio Conceição terá dispensado Danilo do estágio do FC Porto, dragões invocam “assuntos pessoais”

“É verdade que houve uma discussão entre o Danilo e o treinador, não vamos negar uma coisa que aconteceu. Mas hoje [quinta-feira] já treinou e no sábado estará com a braçadeira. Consequência do trabalho dele, é capitão porque tem um número de anos e é respeitado por todos. Mantém a confiança do treinador, do senhor presidente e da administração, que é quem importa. O que aconteceu acontece muitas vezes ao longo das temporadas em todas as equipas e é resolvido depois”, garantiu o diretor de comunicação do FC Porto, desvalorizando o assunto e sublinhando que Danilo utilizaria a braçadeira de capitão já este sábado, no Dragão contra o Mónaco, na apresentação da equipa aos sócios (19h).

As notícias desta quinta-feira veiculavam uma versão que incluía uma reunião entre Danilo, Conceição e Pinto da Costa, em que o presidente do FC Porto funcionou como mediador mas principalmente como líder, não apresentando ao capitão e ao treinador outra solução que não a resolução do problema. O médio de 27 anos, um dos pilares dos dragões nas últimas temporadas, foi reintegrado nos trabalhos da equipa e treinou esta quinta-feira no Olival, numa atitude que apontava para a total normalidade depois da discussão de segunda-feira à noite. Esta sexta-feira, porém, o Diário de Notícias garante que Danilo vai recusar a braçadeira de capitão — pelo menos de forma imediata –, por estar magoado com as palavras que Sérgio Conceição lhe dirigiu no Algarve.

De recordar que a discussão foi despoletada por um atraso de Sérgio Conceição para um jantar de convívio organizado pelo plantel e uma chamada de Danilo para o técnico, face à regra do FC Porto que indica que os jogadores só podem começar a comer na presença do treinador. Conceição disse à equipa para jantar e o confronto deu-se quando o técnico apareceu no hotel, já mais tarde, e Danilo lhe terá dito que poderia ter avisado que chegaria atrasado. O DN explica então, citando fonte próxima do jogador, que Sérgio Conceição terá insultado Danilo e questionado a sua posição enquanto capitão de equipa. É esta afirmação que estará a levar o internacional português a recusar, por agora, a braçadeira de capitão — resta agora saber se a decisão de Danilo Pereira se vai manter até este sábado e até à hora do jogo com o Mónaco ou se Pinto da Costa, Sérgio Conceição ou outra peça do xadrez azul e branco vai conseguir demover o jogador.