*Artigo atualizado a 4 de agosto, às 12h45, para retirar as referências ao Benfica, depois de a eurodeputada ter escrito no Twitter que as suas declarações não visavam o clube

Ao fim da tarde desta quinta-feira, Ana Gomes dirigiu-se de forma direta a Luís Filipe Vieira. Através da rede social Twitter, e em resposta à notícia de que uma empresa do dirigente do clube da luz tem uma dívida de 54 milhões de euros ao Novo Banco, a ex-eurodeputada comparou Luís Filipe Vieira a Joe Berardo.

“Olha quem! Outro dos grandes devedores que também é capaz de jurar que não tem dividas à banca…”, escreveu na plataforma, fazendo referência ao depoimento dado pelo empresário Joe Berado, durante uma audição na Comissão Parlamentar de Inquérito à Caixa Geral de Depósitos no Parlamento.

Os ataques de Ana Gomes ao Benfica começaram a 27 de junho, também no Twitter, onde se interrogou sobre a transferência do avançado internacional português por 120 milhões de euros para o Atlético de Madrid. Na altura, Ana Gomes reagiu, deixando uma interrogação: “Não será negócio de lavandaria?”.

No seguimento dessas declarações, o Benfica pediu ao presidente do PS, Carlos César, que esclarecesse se as mesmas refletiam a opinião do partido. Pouco depois, chegou a resposta, através de uma carta onde César responde que “as opiniões da Dra. Ana Gomes refletem apenas uma posição própria e pessoal que não vincula o Partido Socialista”.

Ainda assim, o Benfica considerou que aquele comentário conotava a transferência de João Félix “com uma operação de lavagem de dinheiro/branqueamento de capitais”.  O clube anunciou, por isso, que iria processar a ex-eurodeputada por entender que a sua declaração tinha como propósito “denegrir o nome” do clube.