As autoridades russas detiveram o suspeito de matar uma influenciadora digital russa que foi encontrada morta na sexta-feira dentro de uma mala de viagem. De acordo com um comunicado enviado pelo Ministério do Interior da Rússia, citado pela CNN, a polícia russa “estabeleceu a localização e prendeu o suspeito do homicídio de uma personalidade feminina das redes sociais no apartamento de um edifício residencial na rua Pyryeva”. O suspeito foi agora levado para interrogatório.

A identidade da vítima não foi revelada, mas os meios de comunicação locais avançam que se trata de Yekaterina Semochkina, que no mundo online utilizava o pseudónimo Yekaterina Karaglanova e era conhecida no Instagram por “katti_loves_life”, tendo quase 100 mil seguidores. O seu corpo foi encontrado na sexta-feira no apartamento que tinha arrendado em Moscovo e o alerta foi dado pelos seus pais, que começaram a desconfiar que algo de passava porque a vítima não dava notícias há vários dias. O Comité de Investigação do país confirmou que a vítima tinha marcas de facadas na área do peito.

View this post on Instagram

Какая же сегодня классная погода на улице! Хоть и прохладно, но уже чувствуется весна, впервые в этом году. Лично у меня на неё большие планы, среди которых и ремонт квартиры с нуля, и новые поездки, и ещё одно важное мероприятие под вопросом, о котором заранее не говорю ?. Также планирую продолжить осваивать косметологию ? и не забрасывать тренировки в зале. Нужно же в конце концов вернуть себе форму ( а для меня это по сложности примерно как ремонт ?). Как видите, планов не мало, так что ,весна, не подведи! ??

A post shared by Kati K. ??‍♀️ (@katti_loves_life) on

Ainda não são conhecidas as circunstâncias deste homicídio, mas haverá suspeitas de que a jovem de 24 anos foi morta por um ex-namorado, uma vez que as câmaras de vigilância do edifício mostram o suspeito a visitar a casa uns dias antes do desaparecimento ser informado às autoridades. O Daily Mail diz mesmo que o suspeito é Maxim Gareyev, um especialista em tecnologias de informação de 33 anos que acabou por confessar o crime às autoridades.

De acordo com uma reportagem transmitida na televisão estatal, a vítima estava a planear celebrar o seu aniversário em Amesterdão e já tinha feito a mala para a viagem, onde, mais tarde, apareceu morta. Semochkina, de acordo com o seu perfil do Instagram, era dermatologista e tinha uma paixão por viagens.