Oito bebés morreram na madrugada desta terça-feira durante um incêndio numa maternidade no nordeste da Argélia, de acordo com um responsável da proteção civil argelina.

O fogo foi declarado às 3h50, hora local (a mesma hora em Lisboa), no hospital materno-infantil de El Oued Souf, no nordeste Sahara argelino, segundo o capitão Nassim Bernaoui, da proteção civil.

“Nós lamentamos infelizmente a morte de oito bebés, alguns queimados e outros asfixiados pelo fumo”, declarou. “Conseguimos salvar 11 bebés, 107 mulheres (…) e 28 funcionários do estabelecimento” hospitalar, acrescentou.

A proteção civil mobilizou dezenas de camiões para o local e o incêndio já está controlado.

As causas do fogo não foram ainda esclarecidas pelas autoridades.

Segundo a televisão argelina, o primeiro-ministro argelino, Noureddine Bedoui, ordenou a abertura urgente de uma investigação e o ministro da Saúde, Mohamed Miraoui, irá deslocar-se ao local do incêndio.

O primeiro-ministro argelino já apresentou as suas condolências e do governo às famílias das vítimas.