Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Nada pior do que passar uma hora no trânsito até chegar ao escritório, para depois ter de dar várias voltas ao quarteirão até conseguir encontrar um local onde estacionar. O ideal mesmo é ter garagem, mas nem sempre o preço a pagar por um sítio onde deixar o carro é aceitável e há casos em que são comercializados ao preço do ouro.

De acordo com o South China Post, um local para parquear um veículo no The Center, uma torre de escritórios com 73 andares no centro de Hong Kong, é comercializado pela módica quantia de 7,6 milhões de dólares de Hong Kong. Ou seja, quase 1 milhão de dólares norte-americanos, o equivalente a aproximadamente 874 mil euros.

Nos dias que correm, estacionar o que quer que seja numa rua de Hong Kong é um risco, especialmente enquanto os manifestantes continuarem a queimar carros como desporto. Mas, para pagar quase um milhão de dólares por um local onde deixar o carro, é bom que o veículo seja um espectáculo, pois desembolsar quase 70 mil euros por m2 numa garagem assemelha-se a um esforço difícil de justificar.

E, para tornar o preço da garagem ainda mais escandaloso, o jornal chinês informa que o custo do local para parquear está a ser comercializado pelo triplo do preço médio de um apartamento em Hong Kong. Ainda segundo o periódico chinês, um dos quatro últimos espaços foi adquirido por um cliente que tem um escritório na torre. O South China Post não especifica quantos lugares de estacionamento adquiriu na totalidade, mas a um milhão de dólares cada, não devem ter sido muitos….

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR