455kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

#tetrischallenge. Polícia portuguesa entra em força no desafio que já se tornou viral nas redes sociais

Este artigo tem mais de 2 anos

Começou em Zurique, a 1 de setembro, e foi ganhando adeptos entre forças de autoridade de vários países. Em Portugal, GNR, PSP e Bombeiros já se alinham no chão ao lado dos seus veículos.

Equipa de Intervenção Rápida do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa aderiu ao desafio
i

Equipa de Intervenção Rápida do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa aderiu ao desafio

Equipa de Intervenção Rápida do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa aderiu ao desafio

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Aviso à navegação: nenhum dos agentes envolvidos neste desafio se encontrava de serviço. A ressalva tem sido feita por todas as corporações que aderem ao #tetrischallenge, para que ninguém pense que estavam na brincadeira enquanto deviam estar a zelar pela segurança dos cidadãos. Esta terça-feira, foram os agentes do Comando Distrital da PSP da Portalegre a deitarem-se no chão, alinhados com todo o equipamento que utilizam, ao lado do seu veículo. O desafio começou em setembro, mas nos últimos dias têm surgido cada vez mais serviços de segurança portugueses a alinhar no desafio internacional.

A história começa na Suíça, a 1 de setembro. A polícia de Zurique publica na sua página de Facebook uma visão aérea de dois agentes e do seu equipamento, deitados no chão. “Se sempre quiseram saber o que está dentro de um carro patrulha de trânsito — aqui está.” Resultado? Mais de mil partilhas.

A fotografia que deu origem ao fenómeno: a polícia de Zurique ao lado do seu carro patrulha

Reza a história da internet que os primeiros a lembrarem-se de tal façanha tinham sido os agentes da polícia de Nova Zelândia, quase um ano antes, em novembro de 2018. Acontece que não conseguiram que centenas de outros os seguissem, como agora aconteceu com os suíços.

Desde então, em todos os cantos do globo, as equipas de emergência fazem fotos áereas para mostrar a quantidade de equipamento que levam consigo nos seus carros. O desafio ganhou nome e hashtag, #tetrischallenge, nome que foi beber ao jogo eletrónico que nasceu em 1984, criado por três russos, dois engenheiros informáticos e um aluno.

Na Nova Zelândia, em 2018, apareceu uma foto do género, mas não conseguiu mover seguidores

E porque a polícia de Zurique estava longe de imaginar o fenómeno que ia lançar, fez questão de agradecer a todos os que se juntaram a eles.

“O #tetrischallenge já deu a volta ao mundo — nunca teríamos sonhado com isso! Todos os dias nos chegam novas imagens, criativas e divertidas, bem como vídeos. Um grande obrigado a todos os que já participaram no desafio, e aos que ainda vão participar. Haja alegria!”, escrevem na rede social onde tudo começou.

O desafio inspira-se no termo knolling, inventado por Andrew Kromelow, um vigilante que trabalhava no estúdio de do arquiteto Frank Gehry, e traduz a ação de organizar objetos relacionados entre si, no chão e em ângulos retos.

Loja Observador Lifestyle

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.