A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) melhorou o ‘rating’ de Moçambique para CCC+, retirando-o da categoria de Incumprimento Financeiro (‘default’) e atribuindo à economia do país uma Perspetiva de Evolução Estável.

“O Governo de Moçambique completou uma troca de títulos de ‘dívida problemática’ no seguimento dessa resolução, estamos a melhorar o ‘rating’ para emissões em moeda estrangeira de curto e longo prazo, de SD (selective default – incumprimento financeiro seletivo), para CCC+/C e afirmamos as emissões em moeda nacional no patamar B-/B”, lê-se numa nota divulgada pela agência de notação financeira.

“A Perspetiva de Evolução Estável equilibra, na nossa visão, os riscos associados aos elevados défices gémeos [orçamental e de balança comercial] com as perspetivas de melhoria no crescimento económico nos próximos 12 meses, apoiadas pelos grandes investimentos na indústria extrativa”, acrescenta-se na nota que acompanha a retirada do país do ‘default’.

A S&P é a terceira das três grandes agências de ‘rating’ a retirar Moçambique desta categoria de análise da qualidade do crédito soberano, que na prática impedia que o país tivesse acesso a financiamento internacional, dado o risco percecionado pelos investidores estrangeiros.