Com a mesma facilidade com que a activista Greta Thunberg critica duramente os políticos e os líderes mundiais, Jeremy Clarkson parece fazer questão em tratar de igual forma a jovem sueca. Desta vez, numa entrevista ao programa Sunrise, num canal australiano de televisão, Clarkson voltou ao seu tema favorito dos últimos tempos e aconselhou Greta Thunberg a “regressar à escola e estudar ciências”.

A entrevista no Sunrise estava inserida numa campanha de promoção do próximo episódio do programa The Grand Tour, produzido pela Amazon e que Clarkson anima, juntamente com o duo de amigos James May e Richard Hammond, a mesma equipa de apresentadores que transformou o Top Gear, da BBC, na referência entre os programas sobre automóveis.

Durante a conversa com os jornalistas australianos, o clima surgiu como tema, arrastando consigo Thunberg, que Clarkson acusou de “ser louca e perigosa, levando muitas crianças a ter dificuldades em dormir devido à sua idiotice”.

View this post on Instagram

The future

A post shared by Jeremy Clarkson (@jeremyclarkson1) on

A mais recente edição do The Grand Tour levou o trio Clarkson, May e Hammond ao Vietname, onde trocaram os carros que tradicionalmente usam por barcos. Mas esta incursão pela Ásia obrigou Jeremy Clarkson a aperceber-se, em primeira mão, dos efeitos nefastos das alterações climáticas. O apresentador defende que “o problema é grave e que serão os nossos melhores cientistas a resolvê-lo”, e não uma criança a gritar que “vamos morrer todos”. Daí que Clarkson aconselhe a jovem a “voltar à escola e calar-se”, em vez de continuar com o seu activismo.

Esta é a terceira vez, no espaço de apenas algumas semanas, que Jeremy Clarkson critica Greta Thunberg. Depois de uma entrevista ao The Independent e outra ao The Sun, o Sunrise é apenas a mais recente ocasião em que é solicitado ao apresentador a sua opinião sobre a adolescente sueca. Pedido a que este acede de modo truculento.