Utilizar telemóveis nas salas de aula da Comunidade de Madrid vai passar a ser proibido a partir do próximo ano letivo, escreve o El Mundo. A medida do Governo regional será obrigatória para todos os estudantes do ensino não universitário, “nos períodos escolares” — exceto quando utilizados para fins educativos ou em casos de alunos que precisam dos telemóveis “por razões de saúde ou incapacidade”.

“Esta é uma medida que visa melhorar os resultados escolares dos estudantes, especialmente aqueles que têm grandes problemas com o estudo, e foca-se também no combate ao cyberbullyingbullying” , explicou um porta-voz do Ministério da Educação ao El Mundo.

Caso os alunos não cumpram a medida adotada pelo Governo regional, será o professor ou a direção da escola a decidir como o aluno deverá ser punido: uma das consequências previstas é a apreensão temporária do telemóvel.

Até agora, cada escola tinha autonomia para decidir sobre o uso de telemóveis conforme considerava apropriado. Madrid será assim o terceiro Governo Regional a adotar esta medida, que irá afetar cerca de 800 mil estudantes em 1700 escolas, depois da Galiza e Castela-Mancha.