“Um milagre de Natal.”. É assim que a equipa de resgate de montanha austríaca Bergrettung Gröbming descreve a operação que teve início ainda durante a tarde de 25 de dezembro. O alerta para o desaparecimento de um homem de 26 anos foi dado pela família, depois de este não voltar de um passeio para fora de pista e não responder às tentativas de contacto de familiares e amigos.

A polícia local refere que as chamadas para o telemóvel do esquiador retornavam apenas “ruído”, sem qualquer voz do homem. O aparelho de localização que tinha consigo terá acabado por ser essencial para que fosse encontrado pelas equipas de resgate.

O esquiador, que tinha ido sozinho para fora de pista, foi apanhado por uma avalanche na montanha Pleschnitzzinken, que o deixou soterrado e incapaz de pedir ajuda. O homem terá sobrevivido graças a um poço de ar que se formou junto à sua cabeça e lhe permitiu respirar durante as mais de cinco horas que esteve sob a neve.

Foi transportado pela equipa de resgate até ao hospital, em hipotermia, mas já se encontra “fora de perigo”.

WEIHNACHTSWUNDERVor kurzem konnte unsere Mannschaft am Pleschnitzzinken eine Person lebend nach 5 Stunden in einer…

Posted by Bergrettung Gröbming on Wednesday, December 25, 2019

“Um milagre destes acontece uma vez a cada 20 anos”, disse Stefan Schröck, diretor regional adjunto do serviço de resgate nas montanhas da Estíria, citado no DeutscheWelle, explicando que, em situações destas, “os primeiros 15 minutos são cruciais”.

“Se não se resgatarem as vítimas no primeiro quarto de hora, as hipóteses de sobrevivência são muito baixas. É impossível movimentares-te debaixo de uma camada destas de neve, mas o homem teve muita sorte com a bolsa de ar que se formou e lhe permitiu ter o oxigénio que precisava para respirar”, acrescentou Stefan Schröck.