A Bird, uma startup norte-americana de micromobilidade, anunciou esta segunda-feira a compra da startup alemã Circ (antiga Flash), no mercado das trotinetes elétricas partilhadas. O negócio vem acrescentar mais 300 funcionários às operações europeias da Bird, numa altura em que a empresa anunciou também um reforço da ronda de financiamento série D em 75 milhões de dólares (cerca de 68 milhões de euros), passando de um investimento total de 275 milhões para 350 milhões de dólares (cerca de 317 milhões de euros).

Em comunicado, a empresa norte-americana, que chegou a Portugal no ano passado, não indica qual o valor desta aquisição nem as condições em que vai ser colocada em prática, mas refere que os investidores da Circ juntam-se agora aos investidores já existentes na Bird. A empresa tem uma forte presença nos Estados Unidos, onde compete diretamente com a Lime. A entrada da Bird no mercado europeu foi mais recente e encontrou mais empresas concorrentes. Nos últimos dias, a possibilidade de uma aquisição da Circ por parte da Bird já tinha sido noticiada pelo Financial Times.

Para o fundador e presidente da Bird, era importante avançar com a missão da empresa em “mudar o status quo e adotar uma postura transformadora para combater o tráfego e a poluição que afetam as cidades e colocam em perigo as pessoas de todo o mundo”. “Estamos entusiasmados por adquirir a Circ, que é o claro líder europeu. Gostamos do foco deles em tratar as cidades como o cliente número um e o pensamento de darem prioridade ao lucro em vez do crescimento”, acrescentou Travis VanderZanden , citado em comunicado.

Já Lukasz Gadowski, fundador e presidente da Circ, refere que a compra da Bird vem permitir “acelerar significativamente” a missão da startup na Europa “para oferecer passeios seguros, disponíveis, acessíveis, convenientes e sustentáveis”.

Fundada em 2018, a Circ circula atualmente em 43 cidades de 12 países, tendo sede em Berlim. Em Portugal, a empresa tem uma forte presença, uma vez que opera em seis cidades (Lisboa, Almada, Cascais, Matosinhos, Figueira da Foz, Vila Nova de Gaia e Braga). A Bird assegura, assim, a entrada em mais cidades europeias. Em Lisboa, onde tanto a Bird como a Circ estão presentes, as duas empresas têm como concorrentes marcas como a Jump, a Lime, a Hive, a Tier, a Bungo e a Frog.