Margaret Atwood, autora de A História de uma Serva, vai ter um novo livro em novembro. Chama-se Dearly e é o primeiro de poesia que a escritora canadiana edita desde 2007. O anúncio foi feito pela própria Atwood no Twitter: “Estou encantada por partilhar a notícia de que a minha nova coletânea de poesia Dearly vai ser publicada a 10 de novembro”, revelou a autora nesta segunda-feira.

Dearly será publicado pela Vintage, uma chancela da Penguin Random House. Segundo a informação disponibilizada pela editora, o livro reúne os mais “reconhecíveis e celebrados temas, mas ” de Atwood “mas destilados — de descrições perfeitas do mundo natural a encontros surpreendentes com extraterrestres, passando por importantes questões políticas, mitos e lendas. É uma verdadeira delícia, e tanto os leitores de longa data como os novos fãs vão apreciar a sua visão, empatia e humor”.

Apesar de ser conhecida pelo seu trabalho de romancista, foi na poesia que Margaret Atwood se estreou, em 1961, com a obra Double Persephone. A última coletânea de poemas, The Door, saiu em 2007. A mais recente obra de ficção da escritora canadiana é The Testaments, a prequela de A História de Uma Serva que lhe valeu o Booker Prize no ano passado. O prémio foi partilhado com a britânica Bernadine Evaristo, autora de Girl, Woman, Other.

Ambas obras serão publicadas este ano em português, pela Bertrand e Elsinore, respetivamente.