Os preços na produção industrial caíram 1,9% em janeiro, face a igual mês do ano passado, mas excluindo o agrupamento de energia a descida foi de 2,2%, informa esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em dezembro, os preços na produção industrial tinham descido 2,1%, na comparação com idêntico mês do ano anterior, diz o INE.

O agrupamento de bens intermédios teve a contribuição negativa mais significativa para a queda do índice total, menos 1,9 pontos percentuais (p.p.), ao recuar 5,1%, contra uma descida de 4,7% no mês precedente. No caso de se excluir o agrupamento de energia, o INE refere que os preços na produção industrial registaram uma diminuição de 2,2%, quando em dezembro passado a queda foi de 2,1% em termos homólogos.

Por sua vez, a secção de eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio apresentou o contributo mais significativo para a queda do índice total, -1,1 p.p., em resultado do recuo homóloga de 12,9%. Já a secção das indústrias transformadoras, com uma diminuição de 0,9%, apresentou um contributo negativo de 0,8 p.p..

A variação mensal do índice agregado foi 0,1% em janeiro, contra uma queda de 0,3% no mesmo mês do ano passado.