Os concursos de obras públicas promovidos no primeiro trimestre aumentaram 65% face ao mesmo período de 2019, para 1.659 milhões de euros, e os contratos celebrados subiram 10% para 411 milhões de euros, informou esta sexta-feira a AICCOPN.

Segundo se lê na edição de abril do Barómetro das Obras Públicas da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), março foi “o melhor mês de que há registo em termos de anúncios de lançamento de procedimentos desde o início desta série, em 2010”, tendo o volume de concursos de obras públicas promovidos atingido os 1.128 milhões de euros.

Conforme explica, “tal deve-se à publicação, só neste mês, de nove concursos de valor igual ou superior a 25 milhões de euros, os quais somam 872 milhões de euros, mais de três quartos do total”.

Em causa estão projetos como as novas linhas de metro do Porto e de Lisboa e a modernização da Linha da Beira Alta, “alguns dos quais já haviam sido previamente objeto de concurso que, devido aos preços base demasiado baixos, tinham ficado desertos”, avança a AICCOPN.

Nos primeiros três meses de 2020, no âmbito de concursos de empreitadas de obras públicas foram celebrados e reportados no Portal Base 309 milhões de euros, mais 18% em termos de variação homóloga temporalmente comparável (v.h.t.c.), ou seja, utilizando a variação homóloga com a informação disponível até dia 15 do mês seguinte à data da celebração dos contratos.

Já os contratos de empreitadas celebrados em resultado de ajustes diretos e consultas prévias somaram apenas 74 milhões de euros, com uma v.h.t.c. de -1%.

No seu conjunto, o montante total de empreitadas de obras públicas objeto de celebração de contrato e registado no Portal Base foi de 411 milhões de euros, valor a que corresponde uma v.h.t.c. de +10%.