É certo que não há Chiron como o original, aqueles que saem da fábrica da Bugatti, em Molsheim, por cerca de 2,5 milhões de euros a unidade antes de impostos. Mas para este grupo de youtubers vietmanitas, a mais de 10.000 quilómetros da cidade francesa, não é fácil ter acesso a um Chiron original. Vai daí, meteram mãos à obra e fabricaram eles próprios o seu Bugatti. E, segundo as suas estimativas, não gastaram mais do que 100€ no processo.

O acabamento não é perfeito, certamente não atingirá 420 km/h e sob o capot decididamente não está um motor de 1500 cv. Contudo e parafraseando Galileu Galilei, “ainda assim, move-se”. Para conseguir este aparente milagre, os jovens não produziram um chassi e carbono e um motor com 16 cilindros dispostos em W, soprado por quatro turbocompressores, limitaram-se a soldar uns tubos em torno de uma bicicleta, mantendo o sistema de tracção por pedais, o que em velocidade de cruzeiro poderá assegurar 0,5 cv e, no limite e durante um curto período de tempo, 1,5 cv.

O Bugatti vietnamita pode não impressionar pela capacidade de aceleração ou velocidade máxima, mas vale pela criatividade e espírito de iniciativa, além de uma incrível queda para trabalhos manuais. Isto porque toda a carroçaria e chassi, ou seja, tudo o que é “Chiron” foi construído em cartão recuperado de antigas embalagens de supermercado.

Se está impressionado com o Chiron e especialmente se aprecia superdesportivos italianos, ou até motos alemãs, dê como bem empregue uma incursão pelo canal NHET TV. Lá vai encontrar um Lamborghini Aventador, um Ferrari FXX e uma BMW 100 RR espectaculares.