Trazer segurança às estradas sem comprometer o conforto nem o prazer da condução é o objetivo da Continental desde a sua fundação, em 1871. Hoje, os pneus desta marca fazem parte do Equipamento de Origem (EO) de um terço dos automóveis da Europa. Entre eles, os modelos mais icónicos da história do automóvel.

Desde o primeiro Mercedes

A estreia dos pneus Continental como EO deu-se em 1901, no primeiro Mercedes que o mundo já viu: com o seu modelo 35 PS, a marca mostrou a sua superioridade — e a dos pneus Continental — ao vencer a Nice Race Week graças a uma estonteante velocidade de 86 km/h. Um feito, para a época. Desde aí, a marca tem sido uma das favoritas para figurar entre o EO por vários fabricantes e modelos, do mais sofisticado ao mais popular. Senão, vejamos:

A Rolls Royce escolheu pela primeira vez a Continental em 1925, quando lançou o seu primeiro Phantom e, do Porsche 911 em 1964 e do Land Rover D90 em 1986, muitos têm sido os modelos de topo equipados de origem com pneus desta marca que, este ano também equipam o Volkswagen ID.3, 100% elétrico. Há sempre uma solução Continental para uma mobilidade com mais segurança, conforto e muito prazer na condução.

Pneus elevados a arte

Conquistar uma posição como esta requer uma grande dose de investigação. Para desenvolver um pneu destinado a EO de um modelo específico, a Continental investe entre três e quatro anos e, idealmente, a intervenção começa na fase de concepção do automóvel. Tudo conta: da geração de ruído, à capacidade de travagem e à resistência ao rolamento, entre outros inúmeros fatores que afetam o desempenho e agilidade proporcionados por um pneu. Assegurar o melhor desempenho de um pneu adequando-o a um determinado modelo de automóvel exige não só testes exaustivos em laboratório e de condução reais, como envolve equipas e seus pilotos de testes dedicados. É uma indústria que se pode comparar à arte pela íntima ligação que tem com as vidas humanas que utilizam um carro.

Talvez por isso, prestes a comemorar os seus 150 anos, assinalando com coerência o caminho percorrido, a Continental quis prestar homenagem aos pneus de Equipamento de Origem, que tem a honra de fabricar e eternizou o seu mérito na série de arte gráfica concebida pelo artista nova iorquino Julian Montague. Assim nasce o projeto “Heróis do Equipamento de Origem” ou, simplesmente, “Heróis EO”.

Os pneus contam a história

Neste seu trabalho, Julian Montague ilustra a história do automóvel contada pelos pneus. Tudo isto em posters que foram distribuídos por revendedores de automóveis de todo o mundo e que, juntamente com fundos de écran para smartphones que podem ser descarregadas aqui pelos verdadeiros amantes de automóveis que não esquecem a importância dos pneus. O artista usou as frentes dos automóveis por considerar que estes são desenhados para reflectir a personalidade de cada modelo e criou, assim, uma série única e muito inspiradora sobre ícones de design de automóveis.

A homenagem é não apenas ao Equipamento de Origem no qual figuram os pneus Continental, mas também aos mais de 240.000 colaboradores altamente qualificados da empresa. Que, em 59 países, trabalham para a máxima especialização em mobilidade, transporte e processamento e para escrever uma história de arte, segurança, conforto e prazer na condução.