A população portuguesa aumentou no ano passado em relação a 2018 graças à imigração, com um crescimento efetivo de 0,19 por cento, a primeira vez em 10 anos, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O crescimento da população em 2019 deveu-se ao aumento do saldo migratório (diferença entre as pessoas que saem e as que vêm para Portugal) de 11.570 para 44.506, uma vez que o saldo natural (diferença entre nados vivos e mortes) continuou negativo, caindo 0,25%.

Segundo as estimativas de população residente divulgadas esta segunda-feira, a população ficou ainda mais velha no espaço de 10 anos, com metade dos residentes acima dos 45,5 anos, mais 4,3 anos do que se verificava em 2009.