Delage é um antigo construtor francês desaparecido há 70 anos. Está de volta melhor do que nunca, com a colaboração do ex-piloto de F1 Jacques Villeneuve e o técnico Benoit Bagur, duas vezes campeão no mundial de carros de Turismo da FIA. Para o CEO da nova (velha) empresa, Laurent Tapie – filho do controverso Bernard Tapie –, “é um prazer trazer a Delage de regresso à vida, pois sempre foi um dos construtores mais inovadores e refinados do mundo”.

Denominado D12, o novo Delage assume uma proximidade óbvia com os carros de F1 e até de Fórmula E, com posição de condução central, suspensões anteriores expostas, muitos apêndices aerodinâmicos à frente e atrás, e um imponente motor na traseira. O condutor vai sentado ao centro, não sob um tejadilho mas sim uma campânula, pelo que é bom que o sol não esteja muito intenso. O volante parece saído da PlayStation, tal como o painel de instrumentos central, com a Delage a afirmar que a música está a cargo de uma instalação concebida pela Focal.

6 fotos

A marca francesa vai fabricar duas versões do modelo, uma primeira GT, optimizada para circular em estrada, enquanto a Club está mais virada para uma utilização em pista. O construtor garante que, apesar do D12 Club ser menos potente, será sempre mais veloz em pista quando em causa estiver uma volta a qualquer circuito conhecido. Tudo porque o Club será 198 kg mais leve.

Com apenas tracção traseira, o D12 monta lá atrás um 7.6 V12 atmosférico que, além de uma sonoridade ímpar, produz 1004 cv. Ao V12, a marca francesa acopla um motor eléctrico com 112 cv, de forma a elevar a fasquia para 1116 cv e uma caixa automática de oito velocidades, com tracção às rodas posteriores.

O D12 Club mantém o V12 com 1004 cv e a caixa automática, mas troca o motor eléctrico de 112 cv por outro mais pequeno e leve com apenas 20 cv. A troca contribui para a redução do peso, sendo o Club um híbrido em que o motor alimentado por bateria apenas assiste o V12 a gasolina em tráfego, a estacionar e em marcha-atrás. Ainda assim, o construtor não tem dúvida que o D12 Club será mais rápido em pista do que o GT e está já a preparar uma deslocação a Nürburgring para tentar bater o recorde do circuito alemão.