A notícia de que o design da versão para browsers [navegadores de internet] do Facebook, a rede social mais utilizada em todo o mundo, vai mudar, não é novidade. Porém, desde que os utilizadores da plataforma começaram a ver o novo design em maio, tem havido a opção de voltarem atrás. Em setembro, confirmou a empresa ao Observador, a icónica barra azul no topo do ecrã do Facebook vai ficar no passado.

O design do site do Facebook vai mudar. Veja como vai ficar

A notícia de que não será possível voltar a mudar no browser o design do Facebook para a “versão clássica”, como a rede social lhe chama, foi avançada inicialmente pelo Engadget. A mudança para este novo layout, começou a ser feita inicialmente nas aplicações móveis da rede social, o foco principal da empresa nos últimos anos. Assim, todas as versões do Facebook vão passar a ter o mesmo visual.

Há novidades no Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp. Saiba o que vai mudar

Mark Zuckerberg, o presidente executivo e fundador da rede social (que também detém o Instagram e o WhatsApp), apresentou o novo design ainda em 2019. Na altura, afirmou que o novo look era focado na privacidade e em garantir a experiência “mais segura”.

Caso ainda não tenha experimentado o novo visual da rede social, pode fazer já a alteração através das opções de perfil no canto superior direito da página. Entre as principais mudanças estão: um “modo escuro”, que permite trocar para preto as cores brancas (facilitando a leitura em ambientes com menos luz); a renovação da barra superior de funcionalidades com maior destaque para o Facebook Watch e Groups e menos para a barra de pesquisa; um novo modo de stories para conseguir vê-las num tamanho maior; e um novo formato para os perfis dos utilizadores.

Estas é uma das principais alterações de design da rede social nos computadores desde que, em 2011, passou a ter as fotografias de capa e dar menos destaque às publicações feitas na páginas de perfil (passaram a ter destaque no feed de notícias, como é atualmente).