O União Democrata-Cristã (CDU) da chanceler alemã, Angela Merkel, vai eleger novo líder durante um congresso que decorrerá em dezembro, num único dia, por causa da pandemia de Covid-19, anunciou esta segunda-feira o partido.

Três candidatos vão disputar a sucessão de Annegret Kramp-Karrenbauer à frente da CDU, que chegou a ser considerada a “delfim” de Merkel, depois de lhe ter sucedido na liderança do partido, mas em fevereiro esta decidiu renunciar ao cargo, alegando falta de autoridade sobre os militantes.

Os membros da CDU terão que escolher entre o moderado Armin Laschet, líder da região mais populosa, a Renânia do Norte-Vestfália, o liberal Friedrich Merz, um adversário histórico de Merkel, e Norbert Röttgen, um especialista em política internacional.

O vencedor do congresso tem forte hipótese de ser o candidato da direita nas eleições legislativas de setembro de 2021 — quando Merkel deixar o seu cargo de chanceler, após 16 anos de poder, neste momento numa aliança com os social-democratas do SPD, que deverão candidatar o atual ministro das Finanças, Olaf Scholz.

O congresso do CDU decorrerá a 4 de dezembro, em Estugarda, anunciou esta segunda-feira o secretário-geral do partido, Paul Ziemiak.