O Japão anunciou esta sexta-feira uma doação de Emergência no valor de 4,2 milhões de dólares (3,56 milhões de euros) para apoiar deslocados pelo conflito armado de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.

A embaixada japonesa em Maputo justificou o desembolso “devido à deterioração da situação de segurança que se vive na província”, a braços com uma crise humanitária onde já morreram mais de mil pessoas e 250 mil fugiram dos locais de residência.

A verba é destinada ao fornecimento de assistência alimentar para aproximadamente 23 mil pessoas, ‘kits’ de abrigo de emergência e ‘kits’ de higiene para aproximadamente 2.500 famílias e à construção de estradas e drenagem nos acampamentos, reparação de edifícios públicos e gestão de acampamentos para aproximadamente 50 mil pessoas.

Está ainda prevista a entrega de alimentos com valor nutricional especializado e orientação sobre a melhoria das práticas dietéticas para aproximadamente 25.600 crianças.

A doação vai chegar a cinco organizações distintas.

Do total, 1,43 milhões de dólares (1,21 milhões de euros) vão para a Organização Internacional das Migrações (OIM), 1,42 milhões de dólares (1,2 milhões de euros) para o Programa Alimentar Mundial (PAM), 900 mil dólares (763 mil euros) para o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, 400 mil dólares (339 mil euros) para o Comité da Cruz Vermelha Internacional (CICV) e 50 mil dólares (42,38 mil euros) para o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).