Existem poucas atividades que reúnam tantos benefícios para o corpo — e alma — como andar de bicicleta. Independentemente da idade, pedalar é um método para se manter em boa forma física ou uma interessante estratégia de conhecer novos lugares e explorar diferentes paisagens.

Mas para que as suas aventuras corram da melhor forma, é essencial optar por uma bicicleta de qualidade, e garantir a sua proteção em caso de roubo com um seguro adequado e que salvaguarde o material desportivo fora de casa. Assim, garante uma viagem segura e inesquecível em alguns dos trilhos nacionais que vamos indicar-lhe.

Uma atividade saudável

São vários os estudos que comprovam que andar de bicicleta tem benefícios para a defesa do organismo, questão reforçada pelo atual contexto pandémico que vivemos. A bicicleta é uma das melhores formas de transporte, já que assenta numa filosofia que promove o exercício físico e consequente mobilidade, sempre com um elevado cariz ecológico.

Aliás, segundo a Organização Mundial da Saúde, fazer uso da bicicleta cerca de 150 minutos por semana, no caso de adultos, ou uma hora, se criança, contribui para a melhoria da força e resistência musculares, tendo ainda vantagens a nível da flexibilidade e resistência óssea.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Por outro lado, pedalar é também um exercício excelente a nível de proteção cardiovascular e articular, e para a melhoria do sistema circulatório e imunitário, sendo ainda um aliado na prevenção de, por exemplo, problemas a nível lombar e de postura ou questões relacionadas com excesso de peso e gordura corporal.

Também no que toca à saúde mental, usar a bicicleta, principalmente quando o fazemos em família e ao ar livre, é uma poderosa terapia emocional, contribuindo para a redução ou prevenção de ansiedade ou estados depressivos.

Equipe-se a rigor

Tal como em qualquer atividade, um dos aspetos mais importantes sempre que anda de bicicleta, em especial se falarmos em percursos com pisos mais exigentes e irregulares como é o caso dos trilhos de BTT (pois muitos têm a montanha ou serra como paisagem), é fazê-lo em segurança.

O primeiro passo é encontrar a bicicleta ideal para si, o que também vai depender da utilização que se vai dar. Assim, deve ter-se em conta fatores como o material de que é feita e se se adequa ao seu peso e altura, para evitar posturas incorretas e diminuir o consequente risco de queda, e a largura indicada dos pneus para conseguir a estabilidade exigida.

Essencial é também um capacete que respeite as normas de qualidade para garantir todas as condições de segurança, assim como luvas, joelheiras e cotoveleiras. Caso queira explorar locais durante a noite ou sem grande visibilidade, não se esqueça de equipar a bicicleta com um farol dianteiro. E nunca prescinda de óculos adequados à prática desportiva, garantindo assim proteção, tanto dos raios solares como de fatores ambientais, sejam poeiras ou insetos.

Quanto ao vestuário e calçado, aposte num equipamento de qualidade, optando por um fato ou calções com reforço almofadado na zona do selim, e sapatilhas que assentem de forma ergonómica nos pedais e tenham sola antiderrapante. E para dias de chuva, um impermeável que permita uma boa amplitude de movimentos é algo indispensável.

E porque os acidentes acontecem e as falhas mecânicas são frequentes a quem anda de bicicleta, leve sempre na sua mochila um kit que inclua câmara-de-ar de reserva, bomba de ar, desencravador de correntes e ferramentas que permitam efetuar o trabalho. Leve, ainda, o telemóvel, pois pode ser um precioso aliado em caso de ter de pedir ajuda, procurar uma rota no GPS ou simplesmente tirar fotos ou fazer um vídeo que imortalize a aventura.

Percursos a não perder

Tão importante quanto certificar-se de que tem o equipamento adequado é escolher onde ir. Deixamos-lhe algumas sugestões:

A norte

Troço das Lagoas, Ponte de Lima

Uma das nossas sugestões leva-nos até Ponte de Lima, mais propriamente ao Troço das Lagoas. Percurso que faz a ligação entre a vila e o ribeiro da Silvareira, Fontão. São cerca de 9 km que misturam o verde da natureza e biodiversidade com alguns marcos históricos locais, como a estátua de Decius Brutus, general e político romano do círculo de Júlio César, ou o solar de Bertiandos, fundado no século XV, na vila homónima.

Zona Oeste

A Lagoa de Óbidos é o sistema lagunar costeiro mais extenso da costa lusa

Descemos um pouco até à região centro, com o oceano Atlântico a marcar o horizonte, explore a zona entre Peniche e a Foz do Arelho, num total de 54 km. A nossa sugestão é que comece a viagem no Cabo Carvoeiro, em direção à Lagoa de Óbidos, aquele que é o sistema lagunar costeiro mais extenso da costa lusa, tendo como destino a Foz do Arelho, onde, pode dar um corajoso mergulho.

Alentejo Litoral

Em Troia, aproveite para visitar a estação romana, o cais palafítico e as cabanas típicas em colmo

Continuando ao sabor dos ventos atlânticos, aventure-se por terras do Alentejo até Troia. Melides será o ponto de partida, e logo aí, explore a Lagoa local, conhecida por uma fauna e flora riquíssima, em plena Reserva Natural do Estuário do Sado. Seguindo em direção ao Carvalhal, pela N261, deixe-se deslumbrar ao longo de 30 km pela maravilhosa paisagem costeira, com praias fantásticas, para terminar em Troia, onde pode visitar a estação romana, o cais palafítico e as cabanas típicas em colmo.

Aventuras (mais) seguras

Para que os passeios de bicicleta se tornem experiências ainda mais plenas e consiga usufruir de momentos inesquecíveis em família, é essencial dissipar qualquer preocupação, mesmo que nos pareçam longínquos ou muito improváveis, pois acidentes e contratempos acontecem.

Falamos, por exemplo, do roubo da bicicleta ou algum dano em equipamento eletrónico, como o telemóvel e a máquina fotográfica, que levará consigo nestas aventuras, ou mesmo de um acidente e consequentes lesões provocadas por uma queda.

Para garantir a sua segurança e a dos seus bens nestes passeios, o seguro casa da Tranquilidade tem uma abordagem flexível e que se adapta às necessidades dos amantes de um desporto como o BTT. E para que isso se torne uma realidade, basta adicionar algumas coberturas facultativas ao plano base.

Se, por um lado, quer ficar mais tranquilo em relação ao roubo da sua bicicleta ou de outro equipamento com que habitualmente faça desporto, a cobertura “Roubo de material desportivo” é a opção certa para garantir que o seu material desportivo fica protegido mesmo fora de casa. Já se a sua maior preocupação são eventuais danos que possam ocorrer no seu telemóvel ou máquina fotográfica, terá de acrescentar ao seu plano base a garantia de “Equipamento eletrónico móvel”.

Mas, seja sobre rodas ou a fazer outra atividade desportiva que possa implicar o recurso ou a utilização ao referido tipo de material, saiba que pode sempre contar com o seguro casa da Tranquilidade, o seu novo aliado dentro e fora de quatro paredes.

Saiba mais em
https://observador.pt/seccao/observador-lab/poupe-quando-proteger/